30 alternativas ao AdSense para ganhar dinheiro com um blog em 2019

Photo by Paweł Czerwiński on Unsplash

Está à procura de alternativas ao AdSense?

Então, está no sítio certo!

Vamos falar de 30 empresas que têm um modelo de negócio parecido e que pode usar para ganhar dinheiro com anúncios no seu blog.

Vai encontrar alguns termos técnicos ao longo deste artigo.

Sempre que precisar, pode pesquisar o significado aqui.

Espero que ajude 🙂

Importante:

No final deste artigo vou dar algumas dicas sobre como escolher a opção certa para cada caso específico.

Por isso, se está determinado a levar o seu blog para o próximo nível, leia até ao fim!

Queres ganhar dinheiro com um blog?

Eu criei um guia com as etapas mais importantes para arrancar na direção certa!

Carrega aqui para ler: Como criar um blog profissional: 16 passos cruciais para o seu sucesso

As melhores alternativas ao AdSense: Classe A

As melhores alternativas ao AdSense: Classe A

1. AdThrive

Quem pode aderir?

A AdThrive tem patamares de qualidade extremamente elevados.

Para serem aceites, todos os sites devem ter pelo menos 100 mil visualizações de página por mês.

O país de origem do tráfego deve ser, principalmente, os Estados Unidos.

Os sites não podem estar banidos do Google AdSense e devem ter conteúdo 100% original.

Como é que funciona?

A AdThrive funciona no modelo CPM, ou seja, paga por visualizações de anúncios.

Todos os sites recebem um plano de anúncios personalizado, que é desenhado em função do design do site.

O objetivo é que os anúncios tenham a melhor performance possível.

A empresa distribui display ads, native ads, interscrollers, conteúdo patrocinado e vídeo.

Como é que a AdThrive paga?

É possível receber pagamentos através de transferência bancária, cheque ou PayPal.

O montante mínimo são 25$ de receitas.

A AdThrive funciona num ciclo de pagamentos Net45.

Vale a pena usar a AdThrive?

De todas as alternativas ao AdSense, se há uma que pode ser descrita como premium é a AdThrive.

Ou seja, usar a AdThrive é um privilégio e o sonho de qualquer blogger.

A excelente reputação da empresa não é uma coincidência.

Eles são conhecidos por aumentar imenso a receita dos sites com os quais trabalham.

Além disso, o serviço de apoio é outra das razões pelas quais os bloggers adoram a empresa.

Se o seu blog cumprir os requisitos, devia mesmo tentar aderir à AdThrive.

Especialmente porque vai ficar em fila de espera bastante tempo…

Apesar de ser possível usar a AdThrive em conjunto com o Google AdSense, ou outras redes de anúncios, para muitos bloggers acaba por ser mais lucrativo usar só a AdThrive.

Ir para o site

2. Mediavine

Quem pode aderir?

Outra empresa com padrões de qualidade muito altos, nem todos os sites são aceites.

É preciso ter um mínimo de 25 mil sessões por mês.

Além disso, é necessário cumprir uma série de outros requisitos relacionados com a qualidade do conteúdo, design do site, etc.

E apesar de não conseguir encontrar informação oficial que o confirme, a Mediavine trabalha quase exclusivamente com sites escrito Inglês.

Como é que funciona?

A Mediavine também funciona no modelo CPM.

A empresa disponibiliza um pequeno script para ser instalado nos sites, de forma a conseguir optimizar a performance dos anúncios de acordo cada layout.

Distribui display ads, native ads, vídeo e conteúdo patrocinado.

Quando são aceites, os sites assinam um acordo de exclusividade.

Ou seja, enquanto usarem a Mediavine, não é possível usar qualquer outra rede de anúncios em simultâneo.

Como é que a Mediavine paga?

É possível fazer levantamentos via transferência bancária, cheque e PayPal.

O valor mínimo são 25$.

O ciclo de pagamentos da empresa é Net65.

Vale a pena usar a Mediavine?

Se vai colocar anúncios no seu site a Mediavine é uma das melhores empresas para o ajudar.

Nem toda a gente vai conseguir comprir os requisitos necessários, mas se tiver a possibiliadde de trocar o Google AdSense pela Mediavine de certeza vai ganhar mais dinheiro.

A única parte que pode ser menos positiva, o contrato de exclusividade impede-o de diversificar as fontes de rendimentos de anúncios.

Ir para o site

3. Media.net

Quem pode aderir?

Apesar de não mencionar um número específico, de acordo com a empresa, a participação está limitida a sites com uma “quantidade significativa de tráfego”.

Os países de origem desse tráfego devem ser, principalmente, os Estados Unidos, o Canadá e o Reino Unido.

Existem uma série de outros critérios relacionados, principalmente, com a qualidade do conteúdo.

Como é que funciona?

A empresa funciona no modelo CPC.

Cada site que trabalha com a Media.net tem um Ad Manager.

Ou seja, uma pessoa que tem a responsabilidade de comunicar com o dono do site e descobrir como gerar o máximo de receita possível.

A empresa possui tecnologia proprietária que usa para distribuir os seus anúncios.

Basicamente, os anúncios vão ser um reflexo do conteúdo do seu site.

Se uma página falar sobre gatos, os seus utilizadores vão ver anúncios sobre gatos.

A Media.net distribui display ads e native ads.

Como é que a Media.net paga?

É possível fazer levantamentos via transferência bancária e PayPal.

O valor mínimo são 100$.

O ciclo de faturação é Net30.

Vale a pena usar a Media.net?

Esta empresa funciona especialmente bem em nichos de mercado que sejam ricos em produtos físicos.

Se não puder usar o Google AdSense, seja porque motivo for, a Media.net é uma boa alternativa.

É perfeitamente possível usar as duas redes de anúncios em simultâneo.

Tendencialmente, os rendimentos provenientes da Media.net são bastante maiores.

Ir para o site

4. Monumetric

Quem pode aderir?

Sites que tenham mais de 10 mil visualizações de página por mês.

Não existe informação explícita que limite a participação a sites de língua Inglesa.

Como em casos anteriores, a Monumetric também é exigente no que toca à qualidade do conteúdo dos seus parceiros.

Como é que funciona?

Para sites com menos de 80 mil visualizações de página por mês, a adesão tem um custo inicial de $99.

Não posso garantir, mas tenho quase a certeza que os $99 são retirados diretamente das receitas iniciais.

A Monumetric funciona no modelo CPM e distribui display-ads e vídeo.

Como é que a Monumetric paga?

É possível fazer levantamentos transferência bancária e cheque.

O valor mínimo são $100 de comissões.

O ciclo de faturação é Net60.

Vale a pena usar a Monumetric?

A empresa tem uma óptima reputação.

A Monumetric é outra das alternativas ao AdSense que é compatível com outras redes de anúncios.

Ou seja, pode ser boa forma de diversificar as receitas geradas por anúncios.

Ir para o site

5. Conversant

Quem pode aderir?

Sites com mais de 3 mil visualizações de página por mês.

A participação está limitada a sites escritos em Inglês.

Para lá destas duas questões, a Conversant é uma empresa que está atenta à qualidade do conteúdo dos seus parceiros.

Como é que funciona?

A empresa tem campanhas nos modelos CPM e CPC.

Distribui principalmente display ads e vídeo.

Como é que a Conversant paga?

É possível fazer levantamentos via transferência bancária, cheque e PayPal.

O valor mínimo são 25$.

O ciclo de pagamentos da empresa é Net30.

Vale a pena usar a Conversant?

Esta empresa tem boa reputação.

Ela faz parte do grupo que também gere o CJ Affiliate.

No entanto, se em casos anteriores é fácil encontrar informação concreta sobre o funcionamento da empresa, aqui é mais difícil.

É compatível com o Google AdSense e outras redes de anúncios, e é uma boa alternativa a ter em conta.

Ir para o site

As melhores alternativas ao AdSense: Classe B

As melhores alternativas ao AdSense: Classe B

6. Gourmet Ads

Quem pode aderir?

Sites com 10 mil visualizações de página por mês.

Os países de origem do tráfego devem ser, principalmente, os Estados Unidos, o Canadá, Reino Unido, Austrália e Nova Zelândia.

A Gourmet Ads é exigente no que diz respeito à qualidade do conteúdo e ao design do site.

Como é que funciona?

A Gourmet Ads é uma rede de anúncios que só trabalha com publicações relacionadas com comida.

Dedica-se exclusivamente a campanhas CPM.

Distribui display ads e vídeo.

Como é que a Gourmet Ads paga?

É possível fazer levantamentos via transferência bancária e PayPal.

O valor mínimo são 100$.

O ciclo de pagamentos é Net60.

Vale a pena usar a Gourmet Ads?

Como vimos, a Gourmet Ads só opção para blogs que falam de comida, receitas, culinária, etc.

Se for o seu caso, sem dúvida uma das melhores alternativas ao AdSense à sua disposição.

Ir para o site

7. Sovrn

Quem pode aderir?

A Sovrn não tem restrições em termos de volume de tráfego ou idioma.

No entanto, é bastante claro que a exigência em termos de qualidade do conteúdo, design do site, etc, é bastante elevada.

Como é que funciona?

As campanhas da Sovrn funcionam no modelo CPM.

A empresa distribui exclusivamente display ads.

Como é que a Sovrn paga?

É possível fazer levantamentos via transferência bancária, cheque e PayPal.

O valor mínimo são 25$.

O ciclo de pagamentos é Net30.

Vale a pena usar a Sovrn?

Não tenho experiência pessoal com a empresa, mas parece ser um parceiro com muito potencial para bloggers de língua Portuguesa.

Ir para o site

8. Revcontent

Quem pode aderir?

Não consigo encontrar informação oficial, mas várias fontes indicam que o limite mínimo em termos de tráfego são 100 mil visualizações de página por mês.

Os países de origem do tráfego devem ser, principalmente, os Estados Unidos, o Canadá, o Reino Unido, Austrália, Nova Zelândia e Índia.

A Revcontent é extremamente exigente no que diz respeito à qualidade do conteúdo dos seus parceiros.

Como é que funciona?

A empresa tem campanhas CPC e CPM.

Distribui principalmente native ads e conteúdo patrocinado.

Como é que a Revcontent paga?

É possível fazer levantamentos via transferência bancária e PayPal.

O valor mínimo são 50$.

O ciclo de pagamentos é Net30.

Vale a pena usar a Revcontent?

Se cumprir os requisitos da empresa, talvez seja uma boa opção.

Os native ads podem ser bastante lucrativos.

No entanto, em alguns sites não funcionam muito bem.

Ir para o site

9. MonetizeMore

Quem pode aderir?

Sites com 500 mil visualizações de páginas por mês.

A empresa aceita sites de língua Portuguesa.

A MonetizeMore é exigente em relação à qualidade geral das plataformas dos seus parceiros.

Como é que funciona?

A MonetizeMore dedica-se exclusivamente a campanhas CPM.

Distribui principalmente display ads.

Como é que a MonetizeMore paga?

É possível fazer levantamentos via transferência bancária e PayPal.

O valor mínimo são 50$.

O ciclo de pagamentos é Net30.

Vale a pena usar a MonetizeMore?

Sem dúvida.

Se cumprir os requisitos necessários, a MonetizeMore pode ser uma excelente fonte de rendimento para bloggers de língua Portuguesa.

Ir para o site

10. Infolinks

Quem pode aderir?

A empresa não menciona restrições específicas em termos de volume de tráfego.

Sites escritos em Português são aceites.

Existem alguns requisitos relacionados com a qualidade do conteúdo e o design do site.

Como é que funciona?

A empresa é muito conhecida por campanhas CPC mas também é possível encontrar campanhas CPM.

Tal como em casos anteriores, os anúncios distribuidos em função do contexto do conteúdo do seu site.

Distribui, principalmente, display e in-text ads.

Como é que o Infolinks paga?

É possível fazer levantamentos via transferência bancária e PayPal.

O valor mínimo são 50$.

O ciclo de pagamentos da empresa é Net45.

Vale a pena usar o Infolinks?

O Infolinks pode ser o primeiro passo de monetização para muitos bloggers.

Também pode ser utilizado em conjunto com o Google AdSense.

No entanto, é preciso usar os anúncios do Infolinks com alguma ponderação.

Eles podem ser um pouco intrusivos e comprometer a experiência e a confiança dos seus utilizadores.

Ir para o site

As melhores alternativas ao AdSense: Classe C

As melhores alternativas ao AdSense: Classe C

11. Vibrant Media

Quem pode aderir?

Não consigo encontrar informação oficial sobre valores mínimos em termos de tráfego.

No entanto, várias fontes indicam que a participação está limitada a sites com 500 mil visualizações de página por mês.

Não parece existir restrições em termos de idioma, mas também não é possível confirmar através de fonte oficial.

Como funciona?

A maior parte das campanhas da empresa funcionam no modelo CPC.

Distribui, principalmente, display ads e in-text.

Como é que a Vibrant Media paga?

É possível fazer levantamentos através de transferência bancária, cheque e PayPal.

O valor mínimo são 100$.

O ciclo de faturação da empresa é Net45.

Vale a pena usar a Vibrant Media?

Muito semelhante ao Infolinks.

Tal como outras alternativas ao AdSense de que já falamos, é compatível com outras redes de anúncios.

Também aqui, apesar de a empresa ter boa reputação, é recomendável que os anúncios sejam colocados com alguma ponderação e vigilância.

Ir para o site

12. Adversal

Quem pode aderir?

Sites com 50 mil visualizações por mês.

Em termos geográficos, aceita tráfego de todo o mundo.

Naturalmente, existem outros critérios relacionados, principalmente, com a qualidade do conteúdo.

Como funciona?

As campanhas da empresa funcionam nos modelos CPC e CPM.

Distribui display ads, pop-unders e ministitial ads.

Como é que a Adversal paga?

É possível fazer levantamentos via transferência bancária, cheque e PayPal.

O valor mínimo são 20$.

O ciclo de pagamentos é Net35.

Vale a pena usar a Adversal?

A Adversal pode ser a porta de entrada da monetização para muitos sites de língua Portuguesa.

Os requisitos mínimos para levantamentos também é algo bastante atrativo para bloggers menos experientes.

Por outro lado, há questões relacionadas com a qualidade dos anúncios que não existem em algumas das empresas anteriores, principalmente quando falamos de pop-unders.

Ir para o site

13. Chitika

Quem pode aderir?

Não há valores mínimos em termos de tráfego.

Apesar de a participação não estar limitada a sites de língua Inglesa, as excepções são algo raras.

Como é que funciona?

As campanhas da empresa são principalmente CPC.

A tecnologia proprietária da empresa contextualiza os anúncios em função das keywords que são introduzidas nos motores de busca.

Ou seja, mesmo que o seu artigo fale de “gatos”, se o utilizador escrever “barcos” no motor de busca e entrar nesse artigo só vai ver anúncios sobre barcos.

Distribui, principalmente, anúncios in-text.

Como é que a Chitika paga?

É possível receber pagamentos via cheque ou PayPal.

O valor mínimo são 10$.

O ciclo de pagamentos é Net30.

Vale a pena usar a Chitika?

Talvez.

É uma solução muito parecida com o Infolinks.

Também é compatível com o Google AdSense e outras redes de anúncios.

Tal como o Infolinks, é necessário monitorizar a qualidade dos anúncios e zelar pela experência do utilizador.

Ir para o site

14. Adsterra

Quem pode aderir?

Sites que estejam acima da posição 1M no ranking Alexa.

A empresa aceita sites em qualquer idioma.

Existem requisitos em termos de qualidade do conteúdo e design do site.

Como é que funciona?

A Adsterra tem campanhas CPM, CPC e CPA.

Distribui display ads, vídeo, interstitials, in-text, notificações push e pop-unders.

Como é que a Adsterra paga?

É possível fazer levantamentos via transferência bancária, PayPal e Bitcoin.

O valor mínimo são 100$.

O ciclo de pagamentos é Net15.

Vale a pena usar a Adsterra?

Em príncipio, a Adsterra é uma solução para quem não consegue mesmo usar o Google AdSense.

Aconselho ter muita atenção à qualidade dos anúncios que são distribuidos.

Quando começamos a falar de coisas como pop-unders, será que vale mesmo a pena fazer isso aos seus utilizadores?

Ir para o site

15. BidVertiser

Quem pode aderir?

A BidVertiser não tem restricões em termos de tráfego ou idioma.

De acordo com a empresa, os sites têm aprovação imediata.

Como é que funciona?

As campanhas da BidVertiser variam entre os modelos CPM, CPC e CPA.

Distribui principalmente display ads, in-text e pop-unders.

Como é que a BidVertiser paga?

É possível fazer levantamentos via transferência bancária, cheque, PayPal ou Bitcoin.

O valor mínimo são 10$.

O ciclo de pagamentos é Net30.

Vale a pena usar a BidVertiser?

Se não houver outra hipótese, pode começar a monetizar o seu blog com a BidVertiser.

No entanto, se tem uma visão a longo prazo, dificilmente ficará muito tempo com esta empresa.

Convém ter atenção à qualidade dos anúncios.

Ir para o site

As melhores alternativas ao AdSense: Classe D

As melhores alternativas ao AdSense: Classe D

16. Propeller Ads Media

Quem pode aderir?

A Propeller Ads não tem restrições em termos de volume de tráfego ou idioma.

No entanto, existem normas em relação ao conteúdo que devem ser cumpridas para evitar suspensão.

Como é que funciona?

A Propeller Ads é conhecida principalmente pelas suas campanhas CPM, mas também é possível encontrar modelos CPC.

Distribui display ads, pop-unders, video, interstitials, notificações push, entre outros.

Como é que a Propeller Ads paga?

É possível fazer levantamentos por transferência bancária, PayPal, Skrill e Payoneer.

O valor mínimo são 5$.

A Propeller Ads paga num ciclo Net30.

Vale a pena usar a Propeller Ads?

Depende.

A Propeller Ads facilita muito o trabalho dos bloggers com pouca experiência.

No entanto, convém pensar duas vezes antes de usar algumas alternativas ao AdSense e servir alguns tipos de anúncios.

Ir para o site

17. Sortable

Quem pode aderir?

A Sortable não tem restrições em termos de volume de tráfego ou idioma.

Existem normas em relação ao conteúdo às quais os sites devem aderir.

Como é que funciona?

Tal como na Mediavine, uma das condições da Sortable é a exclusividade.

As campanhas funcionam principalmente no modelo CPM, mas também há ofertas CPC e CPA.

Distribui principalmente display ads.

Como é que a Sortable paga?

É possível fazer levantamentos via transferência bancária.

Não consigo encontrar informação em relação ao valor mínimo.

O ciclo de pagamentos é Net30.

Vale a pena usar a Sortable?

Esta empresa é mais ou menos recente.

Por um lado, é normal que nos primeiros anos o serviço tenha alguma falhas.

Por outro, existe pouco histórico de feedback para consultar.

Pelo menos, vale a pena experimentar.

Ir para o site

18. AdClerks

Quem pode aderir?

Sites com 100 mil visualizações de página por mês, apesar de a empresa admitir que podem existir excepções.

A participação está limita a sites de língua Inglesa.

Existem requisitos relacionados com a qualidade do conteúdo e o design do site.

Como é que funciona?

A empresa tem campanhas nos modelos CPM, CPC e CPA.

Muito interessante, aparentemente é possível alugar o inventário de anúncios por um valor mensal fixo.

A empresa distribui display ads.

Como é que a AdClerks paga?

É possível fazer levantamentos via PayPal.

O valor mínimo são 25$.

O ciclo de pagamentos é Net60.

Vale a pena usar a AdClerks?

Outra empresa bastante recente, mas que pode ser bastante interessante.

Vale a pena experimentar, caso cumpra os requisitos mínimos.

Ir para o site

19. MediaVenus

Quem pode aderir?

Sites com 500 utilizadores por dia.

A empresa não faz referência a restrições em termos de idioma e o site está completamente traduzido para Português.

Aplicam-se as regras do costume no que diz respeito à qualidade do conteúdo e do design do site.

Como é que funciona?

A empresa tem campanhas CPM e CPC.

Distribui display ads e pop-ups.

Como é que a MediaVenus paga?

É possível fazer levantamentos via transferência bancária e PayPal.

O valor mínimo são 15$.

O ciclo de pagamentos é Net7.

Vale a pena usar a MediaVenus?

Outra empresa relativamente recente.

Uma opção extremamente interessante para bloggers de língua Portuguesa.

Ir para o site

20. AdCash

Quem pode aderir?

A AdCash não tem restrições em termos de volume de tráfego ou idioma.

Naturalmente, existem outros requisitos que podem fazer com que os sites não sejam aceites.

Como é que funciona?

A empresa tem campanhas CPM, CPC, CPA e CPL.

Distribui display ads, interstitials, native ads, notificações push e pop-unders.

Como é que a AdCash paga?

É possível fazer levantamentos via transferência bancária, PayPal, Payoneer, Skrill e Bitcoin.

O valor mínimo são 25$.

O ciclo de pagamentos é Net30.

Vale a pena usar a AdCash?

Apesar de alguns formatos de anúncios serem um pouco intrusivos, a empresa transmite alguma confiança.

Pelo menos, vale a pena experimentar.

Ir para o site

As melhores alternativas ao Adsense: Classe E

As melhores alternativas ao Adsense: Classe E

21. Galaksion

Quem pode aderir?

A Galaksion não tem restrições em termos de volume de tráfego ou idioma.

Existem requisitos relacionados com a qualidade do conteúdo e o design do site.

Como é que funciona?

A Galaksion tem campanhas em vários modelos de monetização.

Distribui display ads, pop-ups, pop-under, tab-unders, video, interstitials, sliders, etc.

Como é que a Galaksion paga?

É possível fazer levantamentos via transferência bancária e PayPal.

O valor mínimo são 100€.

O ciclo de pagamentos é Net30.

Vale a pena usar a Galaksion?

Acho que existem outras opções com mais potencial.

No entanto, vale a pena testar.

Ir para o site

22. Adblade

Quem pode aderir?

Sites com 500 mil visualizações de página po mês.

A empresa não refere quaisquer restrições em termos de idioma.

Como é que funciona?

A maior parte das campanhas CPM, mas é possível encontrar campanhas CPC e CPL.

Distribui display ads, native ads e conteúdo patrocinado.

Como é que a Adblade paga?

É possível fazer levantamentos via transferência bancária.

O valor mínimo são 250$.

O ciclo de pagamentos é Net30.

Vale a pena usar a Adblade?

Existem opções com mais potencial para bloggers com pouca experiência.

Principalmente face aos requisitos de tráfego e ao valor mínimo para fazer levantamentos na Adblade.

Ir para o site

23. Taboola

Quem pode aderir?

Sites com 500 mil visualizações de página por mês.

A Taboola não tem restrições em termos de idioma.

Como é que funciona?

As campanhas da empresa funcionam no modelo CPC.

Dedica-se quase exclusivamente aos native-ads.

Como é que a Taboola paga?

É possível fazer levantamentos via transferência bancária e Payoneer.

O valor mínimo são 50$.

O ciclo de pagamentos é Net45.

Vale a pena usar a Taboola?

Depende.

Os native ads podem ser bastante lucrativos mas funcionam especialmente bem em sites de notícias ou entretenimento.

Ir para o site

24. Revenue Hits

Quem pode aderir?

A empresa não tem restrições em termos de tráfego ou idioma.

Todos os sites têm aprovação imediata.

Como é que funciona?

A Revenue Hits tem campanhas CPM, CPA, CPL e CPI.

Distribui display ads, pop-ups, interstitials, sliders, entre outros.

Como é que a Revenue Hits paga?

É possível fazer levantamentos via transferência bancária, PayPal e Payoneer.

O valor mínimo são 20$.

O ciclo de pagamentos é Net30.

Vale a pena usar a Revenue Hits?

Depende.

Se estiver confortável a servir muitos anúncios de fraca qualidade, a Revenue Hits pode devolver receitas interessantes.

Ir para o site

25. AdClickMedia

Quem pode aderir?

Sites com 5 mil visualizações de página por mês.

Não há restrições em termos de idioma.

Como é que funciona?

As campanhas da empresa são maioritariamente CPC.

Distribui display ads, interstitials e email.

Como é que a AdClickMedia paga?

É possível fazer levantamentos via PayPal.

O valor mínimo são 50$.

O ciclo de pagamentos é Net15.

Vale a pena usar a AdClickMedia?

Como em alguns casos anteriores, estamos a falar de soluções que vão exigir um volume muito elevado de anúncios.

Também como em casos anteriores, os anúncios nem sempre vão ser da melhor qualidade.

Depende da relação que tiver com os seus utilizadores…

Ir para o site

As melhores alternativas ao AdSense: Classe F

As melhores alternativas ao AdSense: Classe F

26. HilltopAds

Quem pode aderir?

A empresa não tem restrições em termos de volume de tráfego ou idioma.

Como é que funciona?

As campanhas da empresa são principalmente CPM, mas é possível encontrar outros modelos.

Distribui display ads, pop-ups, pop-unders, native ads, video e notificações push.

Como é que a HilltopAds paga?

É possível fazer levantamentos via transferência bancária, Bitcoin e Webmoney.

O valor mínimo são 50$.

O ciclo de pagamentos é Net30.

Vale a pena usar a HilltopAds?

Está confortável com pop-ups, pop-unders e notificações push?

Se estiver, porque não experimentar?

Ir para o site

27. Adbuff

Quem pode aderir?

Sites com 2000 utilizadores por dia.

A empresa dá preferência a sites de língua Inglesa, mas não há restrições de idioma.

Como é que funciona?

A empresa tem campanhas CPM e CPC.

Distribui display ads e in-text.

Como é que a Adbuff paga?

É possível fazer levantamentos via transferência bancária e Payoneer.

O valor mínimo são 100$.

O ciclo de pagamentos é Net45.

Vale a pena usar a Adbuff?

A empresa parece ter algum potencial.

Só mesmo testanto, mas agrada-me o facto de haver preocupação com a qualidade e quantidade de anúncios.

Ir para o site

28. Criteo

Quem pode aderir?

A Criteo não tem requisitos mínimos em termos de volume de tráfego ou idioma.

Como é que funciona?

Pelo feedback que consigo recolher, a maior parte dos parceiros usa a Criteo como uma rede secundária que lhes permite aumentar o RPM para alguma % das impressões totais.

A empresa funciona no modelo CPM e CPC.

Distribui exclusivamente display ads.

Como é que a Criteo paga?

É possível fazer levantamentos via transferência bancária e PayPal.

O valor mínimo são 50€.

O ciclo de pagamentos é Net30.

Vale a pena usar a Criteo?

Principalmente tendo em conta que aceita sites de língua Portuguesa, é uma das alternativas ao AdSense mais interessantes.

Provavelmente estará numa posição mais alta assim que esta lista seja revista.

Ir para o site

29. Exponential

Quem pode aderir?

Sites com 500 mil utilizadores por mês.

Não parece haver restrições em termos de idioma.

Como é que funciona?

A empresa trabalha com campanhas nos modelos CPM e CPA.

Distribui display ads e vídeo.

Como é que a Exponential paga?

É possível fazer levantamentos via cheque e PayPal.

O valor mínimo são 50$.

O ciclo de pagamentos é Net45.

Vale a pena usar a Exponential?

Se cumprir os requisitos em termos de volume de tráfego, vale a pena testar.

Ir para o site

30. RhythmOne

Quem pode aderir?

Sites com 5 mil utilizadores por mês.

Não parece haver restrições em termos de idioma.

Como é que funciona?

A empresa foca-se exclusivamente em campanhas CPM.

Distribui display ads, vídeo, native ads e conteúdo patrocinado.

Como é que a RhythmOne paga?

É possível fazer levantamentos via transferência bancária e PayPal.

O valor mínimo são 100$.

O ciclo de pagamentos é Net60.

Vale a pena usar a RhythmOne?

Há muito pouco feedback sobre esta empresa.

Por isso, de todos as alternativas ao AdSense desta lista, é a mais difícil de avaliar.

Ir para o site

Como escolher as melhores alternativas ao AdSense para o meu blog?

Image by StartupStockPhotos from Pixabay

Começar a trabalhar com uma de rede de anúncios é um processo com muitas etapas.

Implica acrescentar código ao seu site, comunicar com a empresa, optimizar campanhas, analisar relatórios, etc.

Não se muda de rede de anúncios como quem muda de camisa…

Por isso, o melhor é olhar para estas alternativas ao AdSense e procurar parcerias a longo médio prazo.

Assim que se justifique, pode repensar a sua monetização e fazer os ajustes necessários.

Algumas dicas:

  • Evite ser banido do Google AdSense.

Algumas das redes de anúncios que pode usar como alternativa, especialmente as melhores, exigem que você tenha o cadastro limpo ao nível do Google AdSense.

  • Procure redes adequadas ao seu tipo de tráfego.

Há sites onde você tolera anúncios um pouco duvidosos, certo?

E também há sites onde você tem outro tipo de exigência e expectativas em relação ao tipo de anúncios, certo?

Então tenha uma ideia clara em relação ao posicionamento do seu site.

Porque é que algumas redes são mais exigentes?

Porque as marcas que pagam os anúncios também são mais exigentes…

Ou seja, nas redes menos exigentes as marcas pagam menos dinheiro e têm anúncios de pior qualidade.

Em alguns casos pode fazer sentido monetizar com pop-unders, notificações push, etc…

Depende de site para site.

  • Tente diversificar as suas fontes de rendimento.

Por exemplo, combinar uma rede no modelo CPC com uma rede no modelo CPM.

Ou combinar redes de anúncios display com redes de native ads.

Olhe para as alternativas ao AdSense que tem ao seu dispor e tente encontrar a melhor combinação.

Obrigado por visitar
O Blog do Empreendedor!

Quais são as alternativas ao AdSense que, na sua opinião, deviam estar nesta lista?

Por favor, partilhe nos comentários!

Se tiver alguma dúvida, sugestão, correção a fazer, ou caso queira entrar em contacto, seja por que motivo for, envie-me uma mensagem.

Deixe um comentário