Cash Pirate: Você gosta de dinheiro? Então, instale já esta aplicação!

Cash Pirate: Receba dinheiro por realizar algumas tarefas simples com esta app móvel!

Quanto o assunto é ganhar dinheiro, há milhares de aplicações para telemóvel que prometem muito e desiludem ainda mais. Mas a Cash Pirate não é uma delas.

Já está a pensar na cor do Lamborghini que vai comprar?

Então, voltemos ao planeta Terra…

Na minha opinião, a Cash Pirate oferece uma excelente relação entre retorno financeiro e tempo investido pelo utilizador.

No entanto, é mais ou menos aquilo que habitualmente podemos esperar de uma aplicação para telemóvel deste tipo.

Eu acho que a aplicação merece elogios e não tenho qualquer problema em recomendá-la, mas é importante manter as expectativas dentro dos limites da realidade.


Está pronto para começar a testar a Cash Pirate? Carregue aqui para descarregar a aplicação.

Quer apoiar o blog do empreendedor?

Utilize o código YPZTOJ e receba um bónus de 500 coins!

❤️


Agora, vamos ao que interessa.

[adinserter block=”2″]

Como é que a Cash Pirate funciona?

Basicamente, os utilizadores ganham recompensas por realizar algumas tarefas simples.

Mais concretamente, é possível ganhar dinheiro a:

  • Ver vídeos
  • Instalar aplicações
  • Responder a questionários

As tarefas pagam mais ou menos, dependendo do seu grau de dificuldade.

Depois, assim que se atinja o valor mínimo podemos resgatar a nossa recompensa, e é possível escolher entre:

  • Saldo PayPal
  • Vales de compras (Amazon, Google Play, PlayStation Store, etc.)
  • Cartões virtuais pré-pagos Visa e Mastercard

Há centenas e centenas de aplicações que funcionam de forma semelhante e quase de certeza que o leitor já ouviu falar de alguma.

Mais uma vez, o que distingue a Cash Pirate é o retorno financeiro vs. tempo investido na aplicação.

Assim sendo, vamos falar de números.

Que tipo de valores é possível ganhar?

Como vimos, existem recompensas de vários valores.

Até decidirem resgatar uma recompensa, os utilizadores acumulam “coins” sempre que realizam tarefas.

Seja qual for a tarefa ou a recompensa, 1 coin equivale sempre a $0,01.

Ou seja:

  • 2500 coins = $2,5
  • 5000 coins = $5
  • 10000 coins = $10
  • 15000 coins = $15
  • 20000 coins = $20
  • 25000 coins = $25

É possível ganhar 2 coins por cada vídeo, entre 25 e 65 por cada aplicação e cerca de 200 coins por cada questionário.

Também é possível encontrar ofertas com as quais conseguimos ganhar, por exemplo, 1200 ou até 2500 coins.

No entanto, essas implicam investir um pouco mais de tempo.

Nem sempre há a quantidade de tarefas que seria desejável, mas é relativamente fácil atingir o valor mínimo, pelo menos uma vez por mês.

A aplicação também tem um programa de afiliados.

Se convidarmos novos utilizadores podemos ganhar 10% do total que coins que eles acumularem.

Se, por sua vez, eles também convidarem novos utilizadores, ganhamos 5% das coins que esses novos utilizadores acumularem.

A Cash Pirate é de confiança?

A aplicação tem mais de 1 milhão de instalações no Google Play (os dados da App Store não são visíveis para quem não usa iOS).

Em termos de reviews de utilizadores, 89,869 pessoas deixaram o seu feedback, com uma pontuação de média de 4,4 estrelas numa escala de 0 a 5.

O site da Cash Pirate foi registado em 27 de Junho de 2016.

Recebe uma média de 15 mil visitas por mês e os principais países de origem são o Brasil (17%), Colômbia (14%), Irão (12%), França (11%) e Portugal (9%).

O developer (ayeT-Studios) é uma empresa Alemã, cujo site pode ser consultado aqui.

Não tenho qualquer motivo para duvidar das intenções da Cash Pirate.

No entanto, no que diz respeito às aplicações de terceiros que são instaladas a troco de coins, nem eu nem o developer podemos dar as mesmas garantias.

A Cash Pirate paga?

Só posso falar da minha experiência pessoal, mas nunca tive qualquer problema em receber as recompensas.

Tenho dois resgates de saldo PayPal até à data, que podem confirmar na imagem que se segue.

Como podem ver, tive contacto com aplicação pela primeira vez em 2016.

Vale a pena instalar esta aplicação?

Depende.

Por um lado, a aplicação parece ser 100% segura e honesta.

Mais do que isso, na minha opinião, é provavelmente a melhor aplicação deste género, tendo em conta a relação retorno financeiro vs. tempo investido.

No entanto, os valores que vai ganhar não vão mudar a sua situação financeira.

Claro, o dinheiro extra é sempre uma ajuda.


Se estiver pronto para começar a testar a Cash Pirate, carregue aqui para descarregar.

Quer apoiar o blog do empreendedor?

Utilize o código YPZTOJ e receba um bónus de 500 coins!

❤️


Obrigado por visitar
O Blog do Empreendedor!

Se tiver alguma dúvida, sugestão, correção a fazer, ou caso queira entrar em contacto, seja por que motivo for, envie-me uma mensagem.

money cube

Money Cube: Dá para ganhar algum dinheiro extra com esta aplicação?

Já ouviu falar do Money Cube?

Basicamente, é uma aplicação para telemóvel que promete recompensar os seus utilizadores com dinheiro e vales de compras.

Mas será que funciona mesmo?

Continue a ler para saber se vale a pena experimentar, como funciona e que tipo de valores é possível ganhar!


Quer descarregar já o Money Cube?

Carregue aqui.

Use o código HVBCN para receber 1000 clicks e apoiar o blog do empreendedor


[adinserter block=”2″]

Como é que funciona?

A aplicação não podia ser mais simples…

A nossa recomensa está dentro de um cubo de gelo.

É preciso partir o cubo de gelo com toques no ecrã do telemóvel para conseguir resgatar a recompensa.

Simples, não é?

Mas só é possível dar 50 toques de cada vez…

A cada 50 toques temos que ver um anúncio e fazer uma pausa de 10 minutos.

Quem é que criou o Money Cube?

O nome do developer no Google Play é FunGoo.

Aparentemente, o perfil foi recentemente apagado do Google Play.

Também já não é possível descarregar a aplicação do Google Play.

Digo recentemente porque eu descarreguei a aplicação há cerca de um mês do Google Play.

Pelo histórico, conseguimos saber o seguinte:

  • A aplicação foi lançada em Novembro de 2016.
  • Em Julho de 2018 é feito um update.
  • Em Outubro de 2018 é feito um update.
  • Em Dezembro de 2018 é feito um update.
  • Em Janeiro de 2019 é feito um update.
  • Em Março de 2019 é feito um update.

Desconfio que tenha sido o próprio developer a retirar a aplicação do Google Play.

No Youtube há imensos tutoriais a ensinar como hackear a aplicação para não ter que ver vídeos ou ter mais clicks.

A aplicação é segura?

Honestamente, eu não posso garantir a 100% que esta aplicação é segura.

Suponho que seria necessário analisar o código que a faz funcionar, algo que eu não consigo fazer.

A minha recomendação é que faça o mesmo que eu, se puder, e instale a aplicação num telemóvel secundário.

O Money Cube paga?

Sim.

Pelo menos, na minha experiência pessoal.

No passado dia 26 de Março recebi 2 dólares do developer.

Menos as taxas do PayPal dá 1,59 dólares.

Que tipo de valores é possível ganhar?

Obviamente, esta aplicação não vai mudar a sua vida.

Uma expectativa realista será algo como 5$ por mês.

Além de dinheiro, também é possível resgatar vales de compras:

  • Amazon
  • Google Play
  • iTunes

Se preferir, vai acabar por poupar em taxas PayPal.

Vale a pena investir o seu tempo?

Neste momento, não há motivo para acreditar que a aplicação seja fraudulenta ou maliciosa.

No entanto, não é possível ganhar muito dinheiro com esta aplicação.

Por outro lado, ela consome muito pouco tempo do seu dia.

Pode usá-la para ajudar a pagar as contas de casa ou preparar um investimento.


Pronto para testar o Money Cube?

Então, carregue aqui.

Use o código HVBCN para receber 1000 clicks e apoiar o blog do empreendedor


Obrigado por visitar
O Blog do Empreendedor!

Se tiver alguma dúvida, sugestão, correção a fazer, ou caso queira entrar em contacto, seja por que motivo for, envie-me uma mensagem.

Mize Network review: Um bom investimento ou mais uma fraude?

mize network

O hype da Mize Network já dura há algum tempo…

Nas redes sociais, existem centenas e centenas de pessoas ansiosas por partilhar a sua experiência pessoal.

Os testemunhos dessas pessoas são esmagadormente a favor da honestidade, transparência e potencial do modelo de negócio da empresa.

Ao mesmo tempo, a Mize Network também despertou a atenção dos que, com olhar céptico, declaram que isto não passa de mais um esquema ponzi…

Mas quem é que tem razão?

Será que a Mize Network é o investimento do momento ou mais uma fraude desenhada para obter o dinheiro dos mais ingénuos?

No artigo que se segue vai poder descobrir qual é a minha opinião.

Vamos analisar os factos e a informação que a empresa disponibiliza sobre ela própria.

A partir daí, cada leitor deve pensar por si próprio e formar a sua opinião…

Obrigado por visitar O Blog do Empreendedor!

Se tiver alguma dúvida, sugestão, correção a fazer, ou caso queira entrar em contacto, seja por que motivo for, envie-me uma mensagem!

[adinserter block=”2″]

Mize Network review: A minha opinião

Procure outro investimento!

Na Mize Network existem demasiadas perguntas sem resposta…

Tendo em conta do valor do investimento, eu gosto de ver menos variáveis e incerteza.

Especialmente quando as maiores dúvidas giram à volta da reputação da empresa e os problemas legais do modelo de negócio!

Existem milhares e milhares de outras oportunidade à sua espera…

Em muitas delas, nem precisa de investir para começar! 

Quando, onde e como a empresa foi fundada?

Quando:

Não há qualquer informação sobre a data em que a empresa foi criada…

O domínio https://mize.network/ foi registado em 26 de Outubro de 2017.

O registo foi de apenas um ano e renovado em 30 de Setembro de 2018.

Vai expirar em 26 de Outubro de 2019.

Onde:

A morada oficial da sede da Mize Network não está disponível em lado nenhum…

Também não disponível, nenhuma das moradas da “holding financeira” que tem sedes em Madrid, Londres e Singapura.

Como:

De acordo com a própria empresa:

A Mize Network é uma empresa internacional que nasceu da união de uma holding financeira com um grupo de administradores, programadores e especialistas em networking. A empresa foi criada para comercializar produtos relacionados com o espaço das criptomoedas, de acordo com a segurança legal e financeira providenciada pela holding.”

Todos os intervenientes permanecem anónimos…

Adrian Jacuzzi, o CEO, é o único cujo nome conhecemos.

Sobre o CEO da Mize Network

Adrian Jacuzzi tem perfil de Facebook e LinkedIn.

No LinkedIn, a única formação ou atividade profissional a que há referência é a participação na Mize Network, que tem início em 2018.

No Facebook é possível obter mais alguma informação…

Se recuarmos no feed de publicações ficamos a saber que:

  • A 20 de Abril de 2014, Adrian Jacuzzi faz o primeiro post a promover a empresa “EmGoldex”.
  • A 20 de Junho de 2015, faz o primeiro post sobre o lançamento da “Global Intergold”, o novo nome da EmGoldex depois de uma restruturação ou rebranding.
  • A 3 de Setembro de 2015, faz um post que acho apenas curioso:

Este é o último post sobre a “EmGoldex” ou a “Global Intergold”…

  • A 3 de Março de 2016, faz o primeiro post sobre a empresa  “PoolMiners”.
  • A 4 de Abril de 2017, faz o primeiro post sobre a empresa “Infinitum Flame”.
  • Finalmente, a 23 de Novembro de 2017, faz o primeiro post sobre a Mize Network…

Pode consultar os sites das várias empresas de que falamos:

  • www.emgoldex.com
  • www.globalintergold.com
  • www.poolminers.com
  • www.infinitumflame.com

Também pode, e deve, consultar a história, o trajeto e atividade de cada uma destas empresas.

Algumas já não existem, ou pelo menos a atividade é praticamente inexistente.

Todos os empreendedores erram várias vezes até finalmente acertarem…

Mas várias destas empresas foram investigadas por entidades reguladoras!

Cada um tem expectativas diferentes em relação ao CEO da empresa a quem confia o seu investimento…

E talvez existam explicações totalmente satisfatórias!

Mas é, sem dúvida, motivo para alerta.

Sobre a Emgoldex, em 2014, Adrian Jacuzzi disse o seguinte:

Os produtos e serviços da Mize Network

A informação não é totalmente clara, pelo menos para mim, mas o site e o plano de compensação listam os seguintes produtos e serviços:

  • Mize Academy
  • Learnchain
  • CryptoGrowth
  • Zironex
  • App
  • Backoffice

Vamos olhar para cada um deles com um pouco mais de atenção…

Learnchain

De acordo com a empresa:

“Uma plataforma de educação online e um mercado global de conhecimento, com cursos certificados e formadores também eles certificados por uma universidade.”

Não há detalhes sobre a entidade que os certifica e quais são as temáticas dos cursos…

CryptoGrowth

De acordo com a empresa:

O primeiro fundo de investimento de criptomoedas.

Não há mais pormenores…

O domínio http://www.cryptogrowth.io/ foi registado em 8 de Novembro de 2017.

Como podemos ver, o site não tem qualquer tipo de conteúdo.

Zironex

De acordo com a empresa:

Uma plataforma de trading revolucionária.

O domínio https://zironex.io/ foi registado em 12 de Fevereiro de 2018.

A morada oficial da Zironex é na Geórgia, país que faz fronteira com a Rússia, o Azerbaijão, a Arménia e a Turquia.

Pelo que percebo, a Zironex tem um token próprio – o ZRX.

Dentro da plataforma de trading, os investidores trocam moedas fiduciárias por ZRX e, só depois, o ZRX pelos vários tokens de Bitcoin, Ethereum, etc.

Um pouco como a BitFinex faz com o Tether…

App

De acordo com a empresa:

A app dá acesso ao Backoffice, às redes sociais, a notícias, a documentos e permite solicitar suporte.

Backoffice

De acordo com a empresa:

O Backoffice foi desenvolvido pela equipa de programadores da Mize Network em código nativo.

Ele é descrito como “uma plataforma tecnológica robusta“, desenvolvida em Angular 5 e suportada pela Amazon Cloud.

Não tenho acesso ao Backoffice, mas sobre o site posso dizer o seguinte:

Não passa de um simples site em WordPress…

Neste momento, até está desatualizado:

Mize Network review: Site desatualizado

O tema nem sequer é programado de raiz…

Qualquer pessoa pode comprar o mesmo tema por apenas $59 aqui:

Pelas minhas contas, entre o domínio, o alojamento, o tema e as fotografias de stock, este site poderia ser facilmente criado por qualquer pessoa por menos de $100!

Como ganhar dinheiro na Mize Network?

Para começar, é preciso investir num dos seguintes packs de inscrição:

  • €50 – Light
  • €250 – Beginner
  • €500 – Starter
  • €1000 – Standard
  • €2500 – Extended
  • €5000 – Business
  • €10,000 – Premium
  • €25,000 – Ultimate

Superpool

Segundo a empresa, 50% dos lucros são distribuídos pelos participantes que paguem um pack de inscrição de valor igual ou superior a €250.

CryptoAssets Fund

De acordo com a empresa, 30% dos lucros obtidos pelo gestor do fundo de investimento são distribuídos anualmente pelos participantes.

Indicação direta

Os participantes recebem 10% da receita das inscrições, quando conseguem recrutar outras pessoas para a empresa.

Booster bónus

Se conseguirem recrutar pessoas, e gerar um volume de receitas de valor entre os €2500 e os €25000 em 48h, os participantes recebem uma % entre 7% e 10%.

Indicação indireta

Os participantes recebem uma % das pessoas que forem recrutadas pela sua rede, entre 0,5% e 2%.

Bónus binário

O recrutamento é feito numa estrutura binária.

Este bónus compensa os participantes com uma % quando as receitas em cada uma das pernas da sua rede atingem determinado valor.

Matching bónus

Os participantes recebem 5% quando gerarem determinada receita de incrições na sua rede.

  • Nível 1: €25.000
  • Nível 2: €100.000
  • Nível 3: €350.000
  • Nível 4: €750.000
  • Nível 5: €1.500.000

Plano de carreira

Em função da receita que gerarem em inscrições, os participantes podem ganhar viagens e produtos Apple.

Quais são as perguntas que ficam por responder?

Não tenho a resposta a estas perguntas…

Mas, se está a pensar em investir na Mize Network, acho que devia pensar no seguinte:

O CEO da uma empresa que gira à volta do blockchain, uma área tecnológica bastante complicada, não tem nenhum tipo de educação formal?

É uma coincidência infeliz que a carreira de Adrian Jacuzzi gire à volta de empresas que acabam por ter problemas legais?

Se não estamos perante um esquema ponzi, porque é o plano de compensação da Mize Network, que pode descarregar aqui, é tão focado no recrutamento?

Porque é que uma empresa tecnológica tem um site tão básico, inclusive desatualizado?

"Pai Rico, Pai Pobre" de Robert Kiyosaki

“Pai Rico, Pai Pobre”, Robert Kiyosaki: O pior livro sobre dinheiro?

O mérito e o valor do livro “Pai Rico, Pai Pobre”, de Robert Kiyosaki, são discutíveis…

Seja qual for a opinião pessoal de cada um, existem poucos livros escritos sobre o tema da prosperidade financeira que tenham vendido mais cópias do que este.

Assim sendo, esta review torna-se obrigatória.

Se tiveres alguma dúvida, sugestão, correção a fazer, ou caso queiras entrar em contacto, seja por que motivo for, envia-me uma mensagem!

Também gostava de receber sugestões de livros para fazer reviews!

[adinserter block=”2″]

2013 foi o ano em que li pela primeira vez “Pai Rico, Pai Pobre”, de Robert Kiyosaki.

Estava mesmo a começar a explorar o empreendedorismo e a prosperidade financeira.

Infelizmente acabei por me envolver com uma empresa de network marketing…

Esta nota sobre esse momento da minha vida parece-me importante, uma vez que o livro ganhou muita da sua notoriedade junto dessa audiência.

Lembro-me que, nessa altura, a informação me pareceu incrivelmente valiosa, inteligente e sofisticada, e cheguei ao fim do livro em apenas um dia.

5 anos depois, reler o livro foi doloroso e só me obriguei a terminar para poder escrever esta review.

Este é, provavelmente, o pior livro que já li sobre a temática da prosperidade financeira…

“Pai Rico, Pai Pobre”, Robert Kiyosaki – O pior livro sobre finanças?

Porque é que a minha opinião é tão negativa?

Há várias coisas que me fazem levantar a sobrancelha…

1. O livro diz muito, muito pouco.

É incrível que se consiga escrever quase duas centenas de páginas com tão pouca substância!

O livro tem algumas ideias-chave, para as quais vamos olhar mais à frente, que se repetem vezes sem conta no meio de toneladas de palha e frases totalmente vazias.

2. A informação é muito, muito básica.

A narração a partir do ponto de vista de uma criança assenta perfeitamente, de tão básicas que são as dicas do autor.

É plausível, e mais à frente vamos perceber porquê, que esta escolha tenha sido feita intencionalmente para tentar manipular o pensamento crítico dos leitores.

Num mundo com Youtube, Shark Tank, e-books, etc., este livro é completamente obsoleto.

Apropriado para crianças dos 10 aos 15 anos, e talvez nem isso pelas razões que se seguem.

3. O crime faz parte dos biscoitos de sabedoria de Robert Kiyosaki.

Ao longo do livro, ele recomenda várias vezes estratégias como a evasão fiscal, negociar nos mercados financeiros com informação priveligiada, etc.

Boa onda.

4. Robert Kiyosaki recomenda agir de forma irresponsável.

Coisas como: “usar primeiro o dinheiro para investir em vez de pagar as contas de casa, porque assim ficamos muito motivados para gerar receita”.

Ele nunca recomenda abertamente que as pessoas abandonem os seus estudos, mas basicamente é isso que ele faz.

5. Fala-se demasiado em ganhar dinheiro fácil.

Fala-se em comprar empresas, ações, imobiliário e propriedade intelectual, como se fosse uma ida ao supermercado.

“Comprem muitas coisas que dão dinheiro e não dão trabalho”, é basicamente a ideia.

6. Tenho muitas dúvidas sobre a experiência do autor.

Há muitas linhas que me fazem duvidar da experiência de Robert Kiyosaki, e da veracidade dos investimentos que eles diz ter feito.

Vou dar exemplos mais à frente.

7. Tenho muitas dúvidas sobre a existência do Pai Rico.

Se os ensinamentos do Pai Rico foram tão importantes, porque é que Robert Kiyosaki não o honra com uma menção no seu livro?

Podemos argumentar que foi para proteger a sua identidade ou por ter assinado um acordo de confidencialidade…

Mas em 1992, 5 anos antes de “Pai Rico, Pai Pobre”, Robert Kiyosaki escreveu “Empreendedorismo não se aprende na escola”.

Nesse livro, diz que Ralph H. Kiyosaki, o seu pai biológio – também conhecido como o Pai Pobre – foi o melhor professor que alguma vez teve.

Ele lista 111 pessoas que foram importantes para ele, sem fazer qualquer menção ao Pai Rico.

8. Incomoda-me a proximidade com a indústria do marketing de rede.

Robert Kiyosaki recomenda que as pessoas invistam neste tipo de negócios.

Porque não? Elas têm um excelente histórico de sucessos!

9. A atividade comercial de Robert Kiyosaki é muito duvidosa.

Vamos entrar em detalhe mais à frente, mas há muita controvérsia à volta de Robert Kiyosaki.

O autor foi alvo de uma reportagem que expôs seminários sobre investimento imobiliário, onde os participantes eram pressionados a ligar aos seus bancos para pedir aumentos de milhares de euros no limite dos seus cartões de crédito, com guiões para ler ao telefone que a organização distribuía, para pagar um curso premium ainda mais caro.

10. Incomoda-me a forma como se fala das pessoas com poucos meios e outras ambições na vida.

As pessoas não são pobres só porque têm uma mente fraca ou porque nunca leram os livros certos… O mundo é muito mais complexo do que isso.

Fala-se de sindicatos de trabalhadores como se fossem a maior praga do planeta…

Nem toda a gente tem ambição de ser um empreendedor, e qual é o problema?

Há pessoas que encontram imensa felicidade numa vida onde o dinheiro não importa assim tanto, e elas, na minha opinião, são igualmente ou ainda mais interessantes.

As ideias-chave de “Pai Rico, Pai Pobre” de Robert Kiyosaki

  1. A literacia financeira é muito importante e tem que ser procurada longe das escolas, universidades e outras instituições do sistema de ensino.
  2. Os pobres trabalham para receber dinheiro.
  3. Os ricos têm o dinheiro a trabalhar para eles na forma de rendimentos passivos, ou seja, que geram receita mesmo quando não se trabalha.
  4. Os pobres ficam presos na sua situação financeira porque quando os seus rendimentos aumentam eles gastam tudo nas suas casas e em bens de consumo desnecessários, e contraem dívidas.
  5. Os empregados estão presos na sua situação financeira porque trabalham para as empresas, para o governo ao qual pagam impostos e para os bancos que são donos dos créditos das suas casas e carros.
  6. Os ricos são ricos porque acumulam ativos que geram receita.
  7. Saber distinguir dívidas e ativos é muito importante.
  8. Os pobres não procuram investir porque têm medo do risco. Os ricos aprendem a gerir o risco via leteracia financeira.
  9. Na verdade, depois de se aprender, ganhar dinheiro é muito fácil e quem não arrisca é que fica a perder.
  10. Os empregos devem ser escolhidos em função da competência que o empreendedor pretende desenvolver, e não pela contrapartida monetária.
  11. É mais importante saber um pouco de várias coisas do que ser altamente especializado.
  12. Saber fugir ao pagamento de impostos é uma competência muito importante, que é necessário desenvolver para ser rico.
  13. O litígio faz parte do dia-a-dia, por isso qualquer empreendedor tem que se proteger com advogados.
  14. A maior parte das pessoas são vítimas de defeitos como a covardia, o cinicismo, a preguiça, a arrogância e maus hábitos.
  15. É boa ideia rodearmo-nos de pessoas mais inteligentes do que nós, das quais possamos aprender por associação.
  16. A generosidade compensa.
  17. O CASHFLOW, jogo que Robert Kiyosaki inventou, é a melhor maneira de começar a pôr toda esta teoria em prática.

Não precisa de acreditar em mim… Pode comprar livro e constatar por si mesmo.

Não vai aprender mais do que isto.

E todas estas ideias têm que ser bem espremidas, pois estão enterradas em palha, histórias duvidosas sobre os investimentos pessoais de Robert Kiyosaki e lugares comuns.

Existem coisas ainda piores, das quais vamos falar a seguir…

As minhas críticas e dúvidas em relação a “Pai Rico, Pai Pobre” e Robert Kiyosaki

Vou parafrasear algumas linhas do livro e depois dar o meu comentário.

Depois disso, vamos falar de alguma da controvérsia à volta de Robert Kiyosaki.

Algumas linhas do livro, com comentário

Vou tentar ser breve, e vou comentar apenas aquelas que acho mesmo graves.

Na página 5:

“O Pai Pobre queria que eu estudasse para eu ser um profissional, um advogado ou contabilista, e que fosse para uma escola de gestão tirar um MBA”

Num MBA, ou Master of Business Administration, as pessoas aprendem:

  • Finanças
  • Contabilidade
  • Marketing
  • Gestão de recursos humanos
  • Gestão de operações

Entre outras coisas…

Na página 5 Robert Kiyosaki fala dum MBA num tom de desprezo.

Depois, na página 128:

“Os principais skills de gestão necessários para o sucesso são:

  • Gestão de dinheiro
  • Gestão de operações
  • Gestão de pessoas

As competências especializadas mais importantes são o marketing e as vendas.”

Ok…

Na página 77:

“No meu mundo, verdadeiros ativos pertencem a uma destas categorias:

  • Empresas que não precisam da minha presença, porque são geridas por outra pessoa.
  • Ações
  • Obrigações
  • Imobiliário
  • IOUs
  • Royalties de propriedade intelectual como músicas, guiões de filmes e patentes.
  • Qualquer outra coisa que tenha valor, produza receita ou valorize e tenha um mercado.”

As empresas não funcionam sozinhas…

Outras pessoas tratar da gestão, mas criar uma empresa dá muito trabalho e ninguém vende empresas que estão a dar toneladas de lucro…

Músicas?!?

Que eu saiba, 99% dos músicos profissionais morrem pobres.

Guiões?!?

Que eu saiba 99% dos guiões não saem das gavetas.

E quando saem, passam pela aprovação de estúdios, distribuidoras, produtores, realizadores, etc.

Uma minoria muito pequena acaba no cinema. Desses, alguns dão dinheiro…

Na página 78:

“Eu gosto de criar empresas mas não gosto de as gerir.

Por isso, as minhas ações normalmente são de empresas pequenas.

Às vezes eu até crio a empresa e levo-a até à bolsa de valores.”

Criar empresas é como montar um móvel do IKEA?

Empresas pequenas, no mundo real equivale a lucros pequenas.

Convém gostar de gerir, porque os mercados financeiros não aceitam qualquer supermercado de bairro…

É preciso que a empresa consiga dar provas de valor para o mercado.

Isto demora a construir…

Na mesma página:

“9 de cada 10 empresas vai à falência em 10 anos. Das que sobrevivem, 9 de cada 10 também acaba por falir eventualmente.”

Acho que consegues apreciar a ironia sem a minha ajuda…

Na página 90:

“Investir é a ciência de gerar dinheiro com dinheiro. Isto envolve estratégias e fórmulas que usam o lado direito do cérebro, responsável pela criatividade.”

Isto é uma citação. A sério…

Na página 110:

“Nós fazemos negócios de alto risco, ao comprar empresas de especulação privadas que estão prestes a ter o seu IPO numa bolsa dos Estados Unidos ou Canadá.”

Ninguém vende uma empresa a dias de uma entrada em bolsa…

Qual é a empresa que passa meses a fio a lidar com bancos a preparar uma entrada na bolsa, na esperança de multiplicar várias vezes o valor da empresa, e na reta final decide vender tudo?

Na página 145:

“Se eu me pagar a mim próprio primeiro, não me preocupando com creditores, contas ou impostos, a pressão é tanta que me obriga a procurar outras formas de rendimento.

A pressão torna-se a minha motivação.”

Que conselho sensato…

Na página 165:

“Em todos os meus investimentos, tem que existir um lado positivo, algo de graça – como um condomínio, uma unidade de armazenamento, um terreno, uma casa, ações ou um complexo de escritórios.”

Qual é o homem de negócios que oferece assim propriedades?

Vamos ficar por aqui…

O leitor deve tirar as suas próprias conclusões.

Sobre a controvérsia à volta de Robert Kiyosaki

Não me vou alongar muito.

Ficam 3 vídeos sobre um a reportagem do programa “Marketplace”, da CBC.

Tentei ao máximo ser justo com o livro “Pai Rico, Pai Pobre” e com Robert Kiyosaki…

Mas este blog foi criado para ajudar as pessoas a fazer bons investimentos e, assim sendo, não consigo recomendar a compra deste livro, porque ele não é um bom investimento.

A Guerra da Arte

“A Guerra da Arte” de Steven Pressfield – A Bíblia da Disciplina

Estou incrivelmente grato por ter “A Guerra da Arte” para me acompanhar durante o resto da minha vida…

Não que seja muito importante mas, para que conste, comprei-o depois de Joe Rogan, o stand-up comic e comentador do UFC, o ter recomendado no seu podcast em mais do que uma ocasião.

Não me lembro exatamente quais foram as palavras que ele usou para despertar o meu interesse…

Mas recordo-me claramente da forma como ele destacava este livro como uma das peças mais importantes para a construção da sua carreira profissional, e o impacto que ele teve no seu processo criativo enquanto escritor.

Seja como for, e apesar de a primeira leitura ter tido um impacto enorme sobre mim, a verdadeira magia dos ensinamentos de Steven Pressfield só são colhidos quando são aplicados no dia-a-dia.

E para o empreendedor, seja em que esfera de atividade for, há MUITO valor para ser retirado deste livro.

Não existem superlativos que cheguem para eu sublinhar a minha recomendação, que estendo a quem tiver a ambição de ser escritor, atleta, ator, etc, etc, etc.

[adinserter block=”2″]

Sobre o autor de “A Guerra da Arte”

Steven Pressfield é mais conhecido pelos seus romances.

“A lenda de Bagger Vance”, filme protagonizado por Will Smith, foi adaptado para o cinema a partir de um dos seus livros.

A sucesso da sua carreira foi construído em cima de inúmeros fracassos, derrotas pessoais e tempo desperdiçado, momentos sobre os quais Steven Pressfield fala abertamente em “A Guerra da Arte”.

Steven Pressfield

Sobre “A Guerra da Arte”

A natureza e o valor do conhecimento que este livro oferece é, ao mesmo tempo, demasiado simples e demasiado complexo para explicar.

Ele é composto por capítulos muito, muito breves, que por vezes ocupam metade de uma página.

Dum ponto de vista mais macro, ele é escrito em três partes:

  • Resistência – Identificar o inimigo
  • Combater a Resistência – Transformar-se num profissional
  • Além da Resistência – A esfera superior

Nota: Eu tenho a versão Inglesa, portanto estou a traduzir o melhor que consigo.

Existem alguns conceitos no livro que, pela sua importância, merecem algumas linhas nesta review.

Resistência

De acordo com a visão de Steven Pressfield, a Resistência é o que nos distrai do nosso trabalho e impede que alcancemos o nossos objetivos.

Na primeira parte do livro o leitor aprende sobre a natureza da Resistência, e a identificar a sua presença e os seus efeitos…

Steven Pressfield descreve-a como um mecanismo biológico que vive dentro de nós.

O seu objetivo é destruir qualquer possibilidade de um dia concretizarmos o nosso verdadeiro potencial, e realizarmos o trabalho que dá verdadeiro significado à nossa vida.

Por outro lado, sabemos que determinado trabalho é importante e dá significado à nossa vida quando sentimos a presença da Resistência.

É bastante fácil perceber este conceito e recordar uma altura das nossa vidas em que fomos derrotados pela Resistência, certo?

Na primeira parte de “A Guerra da Arte”, Steven Pressfield oferece ferramentas para aguçar a nossa sensibilidade e capacidade de identificar a Resistência.

Ela é tratada como um inimigo mortal…

Apenas um pode sobreviver – ela ou o nosso trabalho.

O profissional

A segunda parte do livro serve para dotar o leitor de ferramentas que lhe permitam combater a Resistência.

Para a enfrentar é preciso adoptar a postura de um profissional.

Steven Pressfield descreve esta postura ao longo de várias páginas, mas existe um paralelismo que ele retira do quotidiano das nossas vidas que, na minha opinião, vale a pena parafrasear.

Todos nós somos profissionais numa área das nossas vidas: os nossos empregos.

a) Nós trabalhamos todos os dias.
b) Nós trabalhamos aconteça o que acontecer.
c) Nós trabalhamos até ao fim.
d) Nós sabemos que o trabalho faz parte do nosso futuro.
e) Nós sabemos que a nossa sobrevivência depente do nosso trabalho.
f) Nós aceitamos uma remuneração a troco no nosso trabalho.
g) Nós sabemos que somos muito mais do que o nosso trabalho.
h) Nós aprendemos a dominar a parte técnica do nosso trabalho.
i) Nós não levamos o nosso trabalho demasiado a sério.
j) Nós aceitamos elogios ou criticas em relação ao nosso trabalho.

Steven Pressfield continua e descreve aquilo que fazem as pessoas que não são profissionais, exatamente o contrário…

As palavras desta página, para mim, têm um poder incrível e são ao mesmo tempo, como normalmente é o caso, incrivelmente simples.

Se queremos alcançar os nossos objetivos e concluir o nosso trabalho, a nossa viagem será muito mais simples, rápida, e menos dolorosa se aprendermos a ser profissionais.

A Musa

Esta terceira parte tem uma dose de esoterismo que, dependendo do palato de cada um, poderá ser demasiado elevada.

O que tenho reparado é que, a cada leitura, à medida que aplico na minha vida e no meu trabalho a sabedoria das duas primeiras partes do livro, esta terceira faz cada vez mais sentido.

Steven Pressfield descreve a Musa como anjos, ou uma consciência superior, ou terceira dimensão, ou qualquer outra analogia com que o leitor se sinta mais confortável.

A Musa é o oposto da Resistência.

Quando nos sentamos para fazer o nosso trabalho, derrotamos a Resistência, e nos tornamos meros veículos da nossa profissão, a Musa aparece e começa a conspirar a nosso favor.

O valor de “A Guerra da Arte” para o empreendedor

Espero ter feito justiça a este livro…

“A Bíblia da Disciplina” parece-me uma descrição justa.

“A Guerra da Arte” é talvez não para os que procuram disciplina, mas para os que a evitam, negligenciam, ignoram, esquecem, etc.

O livro não é feito de pequenas receitas para cozinhar a motivação dentro do leitor.

O título, claro, é uma referência ao livro “A Arte da Guerra”, livro de estratégia militar escrito pelo general Chinês Sun Tzu.

E é assim que ele é escrito.

Ele é sobre um inimigo – a resistência – e sobre a estratégia através da qual ele pode ser derrotado – ser profissional.

Ele é para ser lido e relido nas trincheiras, enquanto o leitor avança no campo de batalha, milímetro a milímetro na guerra do seu trabalho.

Como ganhar Bitcoin: O top dos sites mais rentáveis em 2019

Como ganhar Bitcoin nos dias de hoje, quando o investimento inicial necessário para minerar é cada vez maior, os custos da operação são cada vez maiores e a recompensa é cada vez menor?

Foi para responder a esta pergunta que juntei alguns dos melhores sites de 2018!

Aviso:

  • Nesta altura, não tenho experiência pessoal com nenhum destes sites.
  • Os sites não estão ordenados por nenhuma ordem de valor.
  • Se te sentires à vontade, volta mais tarde pois vou ter reviews detalhadas sobre cada um deles.
  • Se passar já à ação e perceber como ganhar Bitcoin nos dias de hoje, por favor partilha a tua experiência!

[adinserter block=”2″]

Como ganhar Bitcoin: Os melhores sites da internet em 2018

Como ganhar Bitcoin em 2018: Coinadder

coinadder.com

Este site recompensa os utilizadores, normalmente com 75 Satoshi, por visualizações de anúncios, sites e pequenos vídeos.

25 Satoshi = $0.0021205925

Para levantarem os fundos os utilizadores devem acumular pelo menos 10,000 Satoshi, ou seja, $0.8494580000.

Não são valores astronómicos mas o esforço também é muito reduzido, por isso é uma boa maneira de colocar os primeiros fundos na tua conta.

Como ganhar Bitcoin em 2018: vidybit

vidybit.com

Além de um site, o vidybit também é uma aplicação para Android.

No site os utilizadores ganham 1 Satoshi por cada vídeo que vêm.

Já na app, a recompensa é de 2 Satoshi por vídeo.

Para levantar fundos é necessário acumular pelo menos 5,430 Satoshi, ou seja, $0.4621494720.

Mais uma vez, valores que não vão mudar a vida de ninguém mas uma boa maneira de obter as primeiras moedas.

Como ganhar Bitcoin em 2018: freedigitalmoney

freedigitalmoney.com

Este site também recompensa os utilizadores pela execução de pequenas tarefas – experimentar apps, responder a inquéritos, ver vídeos, e assinar subscrições gratuitas.

Os valores das recompensas variam de acordo com as tarefas.

O valor mínimo para levantamento de fundos é 100,00 Satoshi, ou seja, $8.5077000000.

Este site vai dar-te um pouco mais de trabalho, mas também te vai permitir ganhar mais.

Como ganhar Bitcoin em 2018: Coinworker

coinworker.com

Este site recompensa os utilizadores pela execução de pequenas tarefas, encomendadas pela empresa de crowdsourcing Figure Eight, de San Francisco.

Os clientes da Figure Eight são empresas como o eBay, a Adobe, o Spotify, a Oracle, e muitas, muitas outras.

Cada tarefa executada vale 1 ponto e cada ponto vale $0.01.

No momento de levantar os fundos, esse valor é convertido em Bitcoin à taxa de conversão atual.

Tanto quanto percebi, não existe valor mínimo de levantamento e quantidade de tarefas disponíveis parece ser bastante grande.

Este site parece ser, provavelmente, um dos mais interessantes.

Como ganhar Bitcoin em 2018: Bitfortip

bitfortip.com

Este site funciona como um fórum, onde os utilizadores se recompensam uns aos outros pela troca de informação útil.

Alguém faz uma pergunta, define quanto quer pagar pela resposta, tipicamente entre 100,000 e 10,000 Satoshi, e a pessoa que responder de forma mais satisfatória recebe esse valor.

O valor mínimo de levantamento são 10,000 Satoshi, ou seja, $0.8483320000.

Como ganhar Bitcoin em 2018: Bitbond

bitbond.com

Este site tem um conceito incrivelmente interessante, que vale a pena ficar a conhecer embora esteja fora de alcance da capacidade de investimento do leitor comum.

O Bitbond é uma plataforma onde investidores podem emprestar dinheiro, e criar mais valias na forma de taxas de juro, e empreendedores podem receber os empréstimos necessários para alavancar os seus negócios, negados à partida na banca tradicional.
Todo o dinheiro é transacionado via Bitcoin.

Como ganhar Bitcoin em 2018: Bitcointalk

https://bitcointalk.org/index.php?board=52.0

Nesta página do fórum Bitcointalk.org vais encontrar centenas e centenas de trabalhos que podes fazer em troca de Bitcoin.

Das redes sociais, ao design, à música, tradução, é possível encontrar tudo aqui.

Podes procurar os trabalhos que és capaz de executar ou simplesmente iniciar uma thread e oferecer os teus serviços.

A troca de fundos é feita diretamente de utilizador para utilizador.

Como ganhar Bitcoin em 2018: Jobs4Bitcoins

https://www.reddit.com/r/Jobs4Bitcoins/

Tal como no site anterior, neste subreddit vais encontrar de tudo.

Das tarefas mais triviais a serviços para profissionais altamente qualificados como designers, programadores, etc., tudo se contrata e oferece lá.

A troca de fundos é feita diretamente de utilizador para utilizador.

Como ganhar Bitcoin em 2018: BitGigs

bitgigs.com

Este site, não muito diferente de alguns dos anteriores, permite que os utilizadores ofereçam os seus serviços em troca de Bitcoin.

Os valores variam de acordo com as tarefas.

A troca de fundos é feita diretamente de utilizador para utilizador.

Como ganhar Bitcoin em 2018: Coinality

coinality.com

Mais um site de tarefas a troco de criptomoedas.

Aqui os utilizadores podem ganhar não só Bitcoin, mas também Litecoin e Dogecoin.

É possível encontrar pequenas tarefas, ou vínculos de trabalho full-time.

A troca de fundos é feita diretamente de utilizador para utilizador.

Como ganhar Bitcoin em 2018: XBTFreelancer

xbtfreelancer.com

Sim, mais um site de trabalho a troco de Bitcoin…

Este, um pouco mais virado para o trabalho real, e menos para as tarefas.

É muito fácil encontrar trabalho pago a 500 ou 1000 dólares, se tivermos os skills necessários para o fazer…

Agora que já sabes como ganhar Bitcoin em 2018, começa já a experimentar estes sites e partilha a tua experiência.

Qualquer dúvida ou sugestão, envia-me uma mensagem!

Outros artigos que talvez sejam do teu interesse:

neobux review

Neobux review: Como ganhar dinheiro clicando em anúncios?

Esta Neobux review estará em constante atualização, pelo que, no futuro, a minha opinião poderá ser mais ou menos favorável do que é agora em função do desenvolvimento do site.

Para rentabilizar o teu tempo, vou começar por um pequeno resumo e depois entrar nos vários detalhes do funcionamento do site.

Caso exista algum aspeto importante do qual me tenha esquecido nesta Neobux review, um erro, ou se tiveres alguma dúvida, envia-me uma mensagem por favor!

Também me podes enviar qualquer site que queiras que eu reveja!

AVISO:

1. Ganhar dinheiro na internet envolve tempo e esforço!

2. Eu não promovo qualquer sistema ou site que envolva promessas de ganhos financeiros rápidos ou fáceis!

3. O teu retorno financeiro depende de vários fatores, nomeadamente o teu esforço, tempo investido, know-how técnico, entre muitos outros.

4. Eu não posso garantir qualquer nível de ganhos financeiros, nem o faço!

[adinserter block=”2″]

Neobux Review: o resumo

1. É possível ganhar dinheiro com o Neobux?

Sim!

Mas é preciso ter expectativas muito, muito moderadas em relação aos possíveis ganhos e não investir capital próprio de forma impulsiva.

2. O Neobux é a melhor oportunidade para ganhar dinheiro que existe na Internet?

Não!

Na verdade, para a maior parte das pessoas, nem vale a pena perder muito tempo com este site.

3. Existem outras formas de ganhar dinheiro com pequenas tarefas?

Sim!

A questão é que este site exige muito pouco esforço do utilizador e na internet, tal como no mundo real, pouco esforço ou know-how técnico equivale a pouco retorno.

Carrega aqui para te registares.

Testa por ti próprio ou continua a ler a minha review.

Neobux review:

1. Quando foi criado e quantas pessoas usam o site?

O domínio foi registado em 10-03-2008 às 18:39:47.

No último mês teve mais de 15 milhões de visitas.

2. O que é?

O Neobux é um PTC.

A sigla quer dizer “Paid-To-Click” ou seja, os utilizadores ganham dinheiro por clickar em anúncios.

Os PTC são uma das oportunidades para ganhar dinheiro na Internet mais conhecidas, e o Neobux é provavelmente o site mais reconhecido entre eles.

3. Como funciona?

Os vários tipos de anúncios

Dentro do Neobux existem vários tipos de anúncios, que diferem no tempo de exposição e no valor para o utilizador. Anúncios que demoram mais tempo a ver dão mais dinheiro.

Os valores são os seguintes:

  • Exposição prolongada: $0.015
  • Exposição normal: $0.01
  • Exposição mini: $0.005
  • Exposição micro: $0.001
  • Anúncios fixos: $0.001

Com o tempo, os utilizadores podem desbloquear patamares de ganho-por-click mais elevados. Falaremos sobre isso mais à frente.

Além dos anúncios, existem os Mini-Trabalhos, Pesquisas, Jogos e Ofertas.

Para já, esta Neobux review vai focar apenas nos anúncios.

Sistema de referidos

1. Referidos diretos

O Neobux permite que os utilizadores convidem os seus amigos para o site, com a contrapartida de poderem ganhar uma percentagem dos seus clicks.

Os ganhos por referidos diretos são:

  • Exposição prolongada: $0.005
  • Exposição normal: $0.005
  • Anúncios fixos: $0.0005

2. Referidos alugados

Nem todos os utilizadores do Neobux foram convidados por alguém.

Na verdade, a maior parte provavelmente encontrou o site no Google…

Assim sendo, o Neobux permite alugar estes referidos, e desta forma ganhar dinheiro com os clicks deles.

Os ganhos por referidos alugados são:

  • Exposição prolongada: $0.01
  • Exposição normal: $0.005
  • Anúncios fixos: $0.005

Estes referidos são alugados de forma mensal, de acordo com a seguinte tabela de preços:

  • De 0 a 250 referidos: $0.20 mensal por referido
  • De 251 a 500 referidos: $0.21 mensal por referido
  • De 501 a 750 referidos: $0.22 mensal por referido
  • De 751 a 1000 referidos: $0.23 mensal por referido
  • De 1001 a 1250 referidos: $0.24 mensal por referido
  • De 1251 a 1500 referidos: $0.25 mensal por referido
  • De 1501 a 1750 referidos: $0.26 mensal por referido
  • Acima de 1750 referidos: $0.27 mensal por referido

No fim do período de 30 dias, o utilizador pode escolher renovar os referidos ou não.

Se o quiser fazer, a renovação é feita de acordo com a seguinte tabela de preços:

  • Renovar por 15 dias: Desconto de 0% sobre preço inicial
  • Renovar por 30 dias: Desconto de 5% sobre preço inicial
  • Renovar por 60 dias: Desconto de 10% sobre preço inicial
  • Renovar por 90 dias: Desconto de 18% sobre preço inicial
  • Renovar por 150 dias: Desconto de 25% sobre preço inicial
  • Renovar por 240 dias: Desconto de 30% sobre preço inicial

Também é possível renovar referidos alugados com o auto-pagamento, o que equivale a pagar diariamente.

Neste caso, o primeiro click de cada referido alugado é utilizado para renovar o aluguer por mais um dia.

O auto-pagamento dá um desconto de 15% de acordo com a seguinte tabela de preços:

  • De 0 a 250 referidos: $0.0057 mensal por referido
  • De 251 a 500 referidos: $0.006 mensal por referido
  • De 501 a 750 referidos: $0.0062 mensal por referido
  • De 751 a 1000 referidos: $0.0065 mensal por referido
  • De 1001 a 1250 referidos: $0.0068 mensal por referido
  • De 1251 a 1500 referidos: $0.0071 mensal por referido
  • De 1501 a 1750 referidos: $0.0074 mensal por referido
  • Acima de 1750 referidos: $0.0077 mensal por referido

Se estiver insatisfeito com o retorno de um referido alugado, por $0.07 pode reciclar esse referido, o que equivale a substitui-lo outro.

Diferentes tipos de packs

À medida que vai usando e cumprindo os critério necessários, os utilizadores podem fazer upgrades à sua conta Neobux.

Os diferentes packs que existem são:

  • Conta standard
  • Golden
  • Emerald
  • Platinum
  • Sapphire
  • Diamond
  • Ultimate

Estes upgrades são pagos e os principais benefícios que oferecem são:

  • Maiores ganhos por clicks em anúncios
  • Maiores ganhos por clicks de referidos diretos
  • Maiores ganhos por clicks referidos alugados
  • Possibilidade de ter mais referidos alugados

Conclusão?

1. No Neobux não é preciso fazer investimento inicial para começar, mas para obter um retorno de investimento aceitável é necessário fazer pagar um upgrade da conta.

2. No Neobux não é preciso know-how técnico para começar, mas gerir centenas ou mesmo milhares de referidos vai exigir alguma capacidade analítica e utilização de ferramentas como Excel ou Neobux Referrals Handy Manager.

3. Apesar de, até informação em contrário, o Neobux ser um site confiável e seguro, o mesmo não se pode dizer dos seus anunciantes. O utilizador deve clickar nos anúncios com cautela, e utilizar alguma desconfiança sobre tarefas que sejam solicitadas.

4. Existe muita informação online sobre a possibilidade de os referidos alugados serem bots. Fica a nota, ainda que sem comentário pessoal.

5. O Neobux não é uma das melhores oportunidades para ganhar dinheiro na Internet e com o tempo que vais ter que investir poderias fazer algo mais produtivo. Ao mesmo tempo, com 15 minutos por dia consegues obter alguns resultados.

Obrigado por visitares o blog do empreendedor!

Caso exista algum aspeto importante do qual me tenha esquecido nesta Neobux review, um erro, ou se tiveres alguma dúvida, envia-me uma mensagem por favor!

Também me podes enviar qualquer site que queiras que eu reveja!

Outros artigos que talvez sejam do teu interesse:

postloop review

Postloop review: Será possível ganhar dinheiro a comentar em fóruns?

postloop review

Bem-vindo a esta Postloop review!

Este site é relativamente recente…

Quando olhamos para os motores de busca a reputação desta plataforma é esmagadormente positiva.

Mas será que é possível ganhar dinheiro com o Postloop? E se sim, quanto dinheiro é possível ganhar?

Será que este site é uma perda de tempo?

Depois de ler esta Postloop review vai poder descobrir qual é a minha opinião.

Vamos analisar os factos e a informação que a empresa disponibiliza sobre ela própria.

A partir daí, cada leitor deve pensar por si próprio e formar a sua opinião…

Obrigado por visitar O Blog do Empreendedor!


Se tiver alguma dúvida, sugestão, correção a fazer, ou caso queira entrar em contacto, seja por que motivo for, envie-me uma mensagem!

[adinserter block=”2″]

Postloop Review: A minha opinião

O Postloop é um site 100% legítimo.

No entanto, é desaconselhável investir demasiado tempo a tentar ganhar dinheiro nesta plataforma.

É perfeitamente possível ganhar 25$ por mês, ou até mais, mas este não é o site onde os utilizadores vão conseguir criar uma fonte de rendimento recorrente.

Para começar a ganhar dinheiro a comentar em fóruns clique aqui!

Postloop.com: Quando foi criado?

O domínio foi registado em 2010-10-26 02:18:56.

Neste momento a versão 2.0 beta está disponível para os utilizadores que a queiram testar, apesar de a versão original continuar online.

Postloop.com: Qual é o modelo de negócio?

O Postloop é basicamente um site que faz outsourcing de comentários em fórums e blogs.

O modelo de negócio é bastante simples.

O site oferece um serviço aos seus clientes e uma oportunidade aos seus utilizadores.

Por um lado, donos de fórums e blogs podem comprar packs de comentários para movimentar o tráfego e a interação das suas propriedades.

Por outro, os seus utilizadores, escritores de língua Inglesa, podem ganhar dinheiro ao comentar em fórums e blogs.

Postloop.com: Como ganhar dinheiro a comentar em fóruns?

Para perceber a mecânica e o modelo de negócio do Postloop, é preciso compreender o sistema de pontos e o sistema de rating.

O sistema de pontos:

Os webmasters compram pontos que vão sendo descontados à medida que os utilizadores comentam nas suas propriedades.

Os utilizadores comentam e vão ganhando pontos que podem depois trocar por dinheiro.

Preços para webmasters:

  • 50 pontos – $6
  • 100 pontos – $11
  • 150 pontos – $16
  • 250 pontos – $25
  • 500 pontos – $49
  • 1000 pontos – $95
  • 2500 pontos – $225

Preços para escritores:

Cada ponto vale $0,05 no momento de levantar dinheiro.

É preciso ter no mínimo 100 pontos para fazer um levantamento, ou seja $5.

Também é necessário ter um rating de pelo menos 3.31.

O sistema de rating:

Os webmasters podem avaliar os escritores numa escala de 0 a 5, assim que estes tenham escrito 5 posts numa das suas propriedades.

Os escritores com melhores avaliações podem ganhar em mais fórums e blogs, além de ganharem mais pontos por cada post.

  • Rating menor que 4 – sem bónus
  • Rating entre 4.00 e 4.24 – mais 0,25 pontos por post
  • Rating entre 4.25 e 4.49 – mais 0,35 pontos por post
  • Rating entre 4.50 e 4.74 – mais 0,50 pontos por post
  • Rating entre 4.75 e 4.99 – mais 0,75 pontos por post
  • Rating de 5.00 – mais 1 ponto por post

Caso tenha recebido pelo menos 3 avaliações nos últimos 30 dias, o rating de um escritor será a média das avaliações dos últimos 30 dias.

Caso não tenha recebido 3 avaliações nos últimos 30 dias, o rating de um escritor será a média das últimas 10 avaliações que recebeu.

Postloop.com: O que é preciso para começar?

Para começar a ganhar dinheiro a comentar em fóruns clique aqui!

Webmasters:

É possível inscrever fórums e blogs com instalação das seguintes plataformas:

  • Invision Power Board 3.x
  • Invision Power Board 4.x
  • MyBB 1.x
  • phpBB 3.0.x
  • phpBB 3.1.x
  • PunBB 1.x
  • SMF 1.1.x
  • SMF 2.x
  • Vanilla 2.x
  • vBulletin 3.x
  • vBulletin 4.x
  • vBulletin 5.x
  • XenForo 1.x
  • XenForo 2.x
  • WordPress 3.x
  • WordPress 4.x

O primeiro passo é fazer download do plug-in do Postloop ou do ficheiro postloop.php.

Depois, dependendo da plataforma que usas, deves instalar o plug-in ou copiar o ficheiro .php para o diretório root do teu fórum.

Por último, deves fornecer a seguinte informação do teu site:

  • Nome
  • URL
  • Categoria
  • Descrição curta
  • Descrição longa
  • Obrigar os utilizadores a ler as regras antes de comentar?
  • Limite de posts por dia
  • Rating mínimo para comentar

Escritores:

Depois de se registarem, todos os utilizadores têm de escrever 10 posts no fórum dos administradores, de forma a demonstrar suficiente à vontade com a língua Inglesa.

Depois de serem aprovados podem começar a ganhar dinheiro.

O próximo passo é criar conta nos vários fóruns ou blogs onde pretendem escrever.

Por último, devem voltar à lista de fóruns e blogs dentro do Postloop, e confirmar o username e o email que usaram para criar conta em cada fórum ou blog.

Postloop review: Conclusão?

O Postloop tem um modelo de negócio perfeitamente transparente.

Até informação em contrário, a plataforma tem cumprido com todos os pagamentos que são devidos aos seus utilizadores.

Na minha opinião, o Postloop não é das melhores oportunidades para ganhar dinheiro na internet, e há formas mais eficazes de gerar tráfego e interação num fórum ou blog.

Se estás num mês mais apertado ou queres juntar algum dinheiro extra, este site vale a pena.

Obrigado por visitares esta Postloop review!

Para começar a ganhar dinheiro a comentar em fóruns clique aqui!

Estes 10 filmes sobre Empreendedorismo podem mudar a sua vida!

Photo by Jakob Owens on Unsplash

Bem-vindo à lista dos melhores filmes sobre empreendedorismo!

O cinema tem um poder admirável…

É capaz de fazer explodir a nossa imaginação ou levar-nos a questionar o propósito das nossas vidas.

Alguma vez viu um filme que mudou a sua vida para sempre?

Tenho quase a certeza que sim…

E foi por isso que escrevi este artigo!

Espero que estes filmes sobre empreendedorismo alcancem o maior número de pessoas possível.

Eles merecem mesmo ser vistos.

Decidi agrupá-los em duas categorias:

• Baseado em factos verídicos
• Documentários

Assim, cabe a cada um de nós decidir qual a é categoria onde o tempo é melhor investido.

Não há ranking. Apenas bons filmes…

A lista estará em constante atualização.

Qual é o filme sobre empreendedorismo que falta nesta lista?

Por favor, partilhe nos comentários!

Obrigado por visitar O Blog do Empreendedor!


Se tiver alguma dúvida, sugestão, correção a fazer, ou caso queira entrar em contacto, seja por que motivo for, envie-me uma mensagem!

[adinserter block=”2″]

10 filmes sobre Empreendedorismo que podem mudar a sua vida!

Photo by Tim Bogdanov on Unsplash

Filmes sobre Empreendedorismo baseados em factos verídicos

Steve Jobs (2015)

Filmes sobre empreendedorismo: Steve Jobs (2015)

Este filme passa-se em três dias da vida de Steve Jobs.

Três dias que mudaram a história do computador pessoal para sempre…

Em 1984, Steve Jobs apresentou o Macintosh.

Em 1988, o Next Computer.

E em 1998, o iMac.

A ação deste filme passa-se nos bastidores de cada uma destas conferências de imprensa.

É uma janela para o espírito incansável de Steve Jobs, constantemente a tentar materializar a sua visão, a vida pessoal complicada e as várias falhas de personalidade.

Um retrato honesto de uma pessoa demasiado complexa para ser resumida…

O Next Computer tem a distinção de ter sido o computador que Tim-Berners Lee usou para desenvolver a internet.

The Big Short (2015)

Filmes sobre empreendedorismo: The Big Short (2015)

Em 2007, um grupo de investidores conseguiu prever a crise financeira dos Estados Unidos.

Em dois anos, os principais mercados perderam cerca de 30% do seu valor!

Centenas de instituições bancárias faliram.

Só em 2008, quase um milhão de pessoas perdeu a casa.

Vários milhões de pessoas em todo o mundo perderam o emprego.

Este filme conta a história de um dos maiores escândalos do setor financeiro e de pessoas honestas que ganharam dinheiro neste momento de crise.

Se for capaz de tolerar o cinismo, um bom filme sobre investir e o funcionamento dos mercados financeiros.

The Social Network (2010)

Filmes sobre empreendedorismo: The Social Network (2010)

Aos 23 anos de idade Mark Zuckerberg era bilionário.

O filme segue os acontecimentos que levaram à criação do Facebook, os primeiros passos da empresa e as várias batalhas legais promovidas pelo co-fundador Eduardo Saverin e os gémeos Winklevoss.

Um retrato de um jovem movido pela excelência, sem grandes competências sociais, que alterou profundamente a forma como as pessoas comunicam e se relacionam.

The Pursuit of Hapyness (2006)

Filmes sobre empreendedorismo: The Pursuit of Hapyness (2006)

Com uma fortuna estimada em 60 milhões de dólares, Chris Gardner é provavelmente o nome menos reconhecível desta lista…

Durante um período, nos anos 80, teve de suportar viver nas ruas de San Francisco com o seu filho.

Contra todas as expectativas, viria a fundar duas empresas na área dos dos mercados financeiros: a Gardner Rich & Co e a Christopher Gardner International Holdings.

A sua incrível história é um testemunho científico sobre o poder da determinação humana.

Este filme é uma grande homenagem a duas das principais motivações do empreendedor – o desespero e a busca de felicidade.

Tucker: The Man and His Dream (1988)

Filmes sobre empreendedorismo: Tucker The Man and His Dream (1988)

O mundo da indústria automóvel do fim dos anos 40, hoje em dia, quase só cabe em fotografias a preto e branco.

Esta longa metragem é inspirada na vida de Preston Thomas Tucker (1923 – 1956) e na sua ambição de produzir um automóvel de qualidade superior.

A Tucker Corporations teve apenas 4 anos de existência, em grande parte devido a fatores externos, e apenas 51 modelos do Tucker 48 foram produzidos.

A história do Tucker 48 é a história de um empreendedor enfrenta a tentar ganhar espaço num mercado totalmente dominado pela competição.

De todos estes filmes sobre empreendedorismo, o único em que a ação é passada na primeira metade do século XX.

Documentários para Empreendedores

e-Dreams (2001)

Filmes sobre empreendedorismo: e-Dreams (2001)

Este documentário tem como pano de fundo o período de excessiva especulação que levou à queda do mercado entre 1997 e 2001.

Centenas de empresas tecnológicas, que tinham a internet na base do seu modelo de negócio, foram criadas, viram a sua avaliação disparar, e acabaram por desaparecer do mapa.

O filme centra-se à volta de Joseph Park, fundador e CEO empresa Kozmo.com.

Fundada em Março de 1998 e com operações terminadas em Abril de 2001, esta empresa operava em mais de 11 cidades nos Estados Unidos, chegou a ter mais de 4000 funcionários, teve um investimento de valor superior a 250 milhões de dólares, incluindo 60 milhões investido pela Amazon, e celebrou um acordo de co-marketing de 5 anos com a Starbucks.

O documentário captura na perfeição o entusiasmo que internet alimentava no fim dos anos 90.

Um dos melhores filmes sobre empreendedorismo sobre o boom das empresas.com.

Something Ventured (2011)

Filmes sobre empreendedorismo: Something Ventured (2011)

A história deste documentário é a história dos primeiros investidores de fundos de capital de risco.

Ainda que o empreendedor não seja o protagonista, as vozes das pessoas que os financiaram oferecem uma perspetiva muito interessante.

Memórias dos primeiros passos do Silicon Valley, e da Fairchild Semiconductor, Intel, Tandem Computers, Atari, Genentech, Apple, Forethought Software, Cisco, entre outras.

Startup.com (2001)

Filmes sobre empreendedorismo: Startup.com (2001)

O final da década de 90 e o boom das empresas tecnológicas voltam o ser palco neste documentário.

Os principais protagonistas são Kaleil Isaza Tuzman e Tom Herman, dois dos fundadores da empresa govWorks Inc.

O documentário segue a história da empresa desde a sua fundação em 1998, o seu auge, período em que teve mais de 250 funcionários e 60 milhões de dólares em investimento, até à falência e eventual venda em 2001.

O filme sublinha a importância da execução eficaz, o perigo da sobrevalorização e o facto de nenhum modelo de negócio ser infalível.

Além disso, expõe partes do dia-a-dia de todos os empreendedores, tais como a falta de sono, a dúvida, a dificuldade em gerir uma equipa e a erosão da vida pessoal.

The Startup Kids (2012)

Filmes sobre empreendedorismo: The Startup Kids (2012)

Mais um conjunto de entrevistas e testemunhos, do que um documentário propriamente dito.

O protagonista é o empreendedor tecnológico do século XXI, período em que o boom das empresas.com é uma página do passado e é possível construir um negócio na internet sem qualquer financiamento externo.

Durante 56 minutos, este filme dá voz a inúmeros empreendedores e investidores de fundos de capital de risco.

Uma janela para os primeiros passos do SoundCloud, Vimeo, Artsy, Dropbox, Kipp, Playfish, Drop.io, inDinero, Grove, Pownce, Heroku, The Rainmakers, entre outros.

Este filme sublinha que, hoje em dia, a falta de capital é uma desculpa, o erro faz parte da viagem do empreendedor, a criatividade é uma arma poderosíssima e o lucro é o fator de motivação errado.

We Live in Public (2009)

Filmes sobre empreendedorismo: We Live in Public (2009)

Mesmo para lá da esfera do empreendorismo, este documentário é assustadoramente interessante.

Assustadoramente é a palavra-chave neste caso…

O filme segue a vida e o trabalho de Josh Harris.

Com o boom das empresas.com como cenário de fundo muito distante, o filme conta a história de como ele fundou a Jupiter Cummunications em 1986, a Pseudo Programs em 1993 e a Operator 11 em 2007.

Josh Harris é um visionário do crossover da internet com a televisão e do fim da privacidade na sociedade digital.

As suas empresas eram laboratórios, que usava para conduzir as suas experiências ao nível do live streaming.

Josh Harris possuia uma capacidade notável de prever o comportamento do utilizador e a evolução da tecnologia.

Provavelmente, o mais estranho de todos estes filmes sobre empreendedorismo.

Obrigado por visitar a lista dos melhores filmes sobre empreendedorismo!