Vantagens do WordPress: Vale a pena considerar as alternativas?

Se tens dúvidas em relação às vantagens do WordPress e estás indeciso sobre qual a melhor solução para o teu blog, continua a ler este artigo!

Se tiveres alguma correção a fazer, se encontrares um erro, ou se tiveres alguma dúvida ou sugestão a fazer, envia-me uma mensagem por favor!

Queres ganhar dinheiro com um blog?

Eu criei um guia com as etapas mais importantes para arrancar na direção certa!

Carrega aqui para ler: Como criar um blog profissional: 16 passos cruciais para o seu sucesso

Vou analisar as vantagens do WordPress e comparar com outras soluções, nomeadamente:

  • WordPress.com
  • Blogger
  • Sapo
  • Wix
  • Squarespace

Existem muitas outras plataformas que, para já, ficam fora desta análise…

  • Algumas são mais adequadas no contexto de uma loja online, e não de um blog.
  • Outras são muito recentes e ainda não têm expressão suficiente.
  • Em outros casos, por honesta falta de conhecimento de causa do autor.

Vou tentar sublinhar as vantagens do WordPress em termos de:

  • Preço
  • Usabilidade
  • Customização
  • Segurança
  • SEO
  • Monitorização de tráfego
  • Monetização

Antes de avançar, convém deixar claro que:

  • Não existe nenhuma relação de afiliação entre mim e o WordPress.
  • Este texto não é mais do que uma opinião pessoal. Os leitores são aconselhados a fazer uso do pensamento crítico.
  • Certamente, existem aspetos que eu desconheço sobre o WordPress e todas as outras plataformas que são mencionadas.

[adinserter block=”2″]

As vantagens do WordPress em relação às alternativas

É impossível ignorar a popularidade do WordPress…

Os dados do Google Trends confirmam:

Gráfico comparativo com dados do Google Trends

Durante os últimos 5 anos, em todo o mundo, o WordPress motivou muito mais interesse do que as outras plataformas.

Naturalmente, não faz muito sentido avaliar o Sapo com dados mundiais…

Mas se eu tivesse observado apenas o interesse gerado em Portugal os dados fariam ainda menos sentido, uma vez que em Portugal o Sapo é muito mais do que uma plataforma de blogs.

Claro que o Google Trends não conta a história toda…

Mas de acordo com dados recentes da W3Techs:

  • Atualmente, o WordPress corre em cerca de 30,5% de todos os sites que existem.
  • Quando comparado com outros CMS, o WordPress têm uma quota de mercado de cerca de 60,1%.

Estes números incluem a versão gratuita do WordPress.

Em 2014, a ManageWP estimava que 50% das instalações seriam da versão gratuita.

Em comparação:

O Blogger é utilizado em cerca de 0,9% de todos os sites que existem, e enquanto CMS tem uma quota de mercado de cerca de 1,7%.

O Wix é utilizado em cerca de 0,6% de todos os sites que existem, e enquanto CMS tem uma quota de mercado de cerca de 1,2%.

O Squarespace é utilizado em cerca de 1% de todos os sites que existem, e enquanto CMS tem uma quota de mercado de cerca de 1,9%.

Porquê?

Vamos começar a comparar…

Vantagens do WordPress: Preço

Um homem abre uma caixa registadora
Original: By Bain News Service, publisher [Public domain], via Wikimedia Commons

Vamos listar as várias plataformas da mais barata para a mais cara.

1. Blogger/Sapo: €10

O Google, via a plataforma Blogger, e o Sapo, permitem criar um blog sem qualquer investimento inicial.

Trocar o domínio nomedosite.blogspot.com ou nomedosite.blogs.sapo.pt por um domínio registado não tem qualquer contrapartida em termos de upgrade pago.

Assim sendo, o único custo a ter em conta é o registo do domínio, estimado em cerca de €10 por ano.

2. WordPress: €20

É possível registar domínio e alojamento por apenas €20 por ano!

A Namecheap é uma das empresas que recomendo para os que querem baixar os custos ao máximo.

Carrega aqui para ver os preços deles.

A renovação do alojamento tem um preço estimado de €40 no segundo ano.

3. WordPress.com: €48

O WordPress.com oferece a comodidade da plataforma WordPress, com as limitações de que falaremos mais à frente, de forma totalmente gratuita.

Mas para usar um domínio registado, em vez do nomedosite.wordpress.com, é preciso fazer um upgrade que custa €4 por mês, ou seja, €48 por ano.

Este preço inclui o registo do domínio.

4. Wix: €96

O Wix tem uma subscrição mais barata, mas essa não permite usar um domínio registado.
Essa opção exige um pagamento de €8 por mês, ou seja, €96 por ano.

Convém salientar que a partir do segundo ano o custo da renovação do domínio é acrescentada à subscrição Wix do utilizador.

5. Squarespace: €108

Este é o plano de subscrição mais barato do Squarespace.

Também aqui, a partir do segundo ano o custo da renovação do domínio é acrescentada à subscrição do utilizador.

Vantagens do WordPress: Usabilidade

Crianças a conduzir miniaturas de carros
Original: Bundesarchiv, Bild 183-38392-0002 / Krueger / CC-BY-SA 3.0 [CC BY-SA 3.0 de (https://creativecommons.org/licenses/by-sa/3.0/de/deed.en)], via Wikimedia Commons

Agora, vamos olhar para os sistemas que suportam o design do site e a criação de conteúdos.

Neste caso, acho que não faz sentido criar um ranking…

Estamos a lidar com plataformas sofisticadas, intuitivas e fáceis de utilizar.

Em vários aspetos, elas são muito semelhantes.

Neste capítulo, é perfeitamente legítimo ter preferências pessoais.

Vou deixar alguns screenshots abaixo, mas primeiro vamos agrupar as plataformas em dois grupos:

  • Backoffice: WordPress, Blogger, Sapo
  • Drag & Drop: Wix, Squarespace

A característica que distingue estes dois grupos é:

Backoffice: Nestas plataformas, a criação e gestão de conteúdo é feita num software de gestão. Aquilo que o administrador vê enquanto trabalha no site é muito diferente da apresentação normal do site para os visitantes.

Drag & Drop: Nestas plataformas, a criação e gestão do conteúdo é feita num software que trabalha em cima da apresentação normal do site para os visitantes.

Por fim, alguns screenshots das várias plataformas:

Vantagens do WordPress: Customização

Um homem a consertar uma televisão
Original: By RÁDIÓ ÉS TELEVÍZIÓ ÚJSÁG [CC BY-SA 3.0 (https://creativecommons.org/licenses/by-sa/3.0)], via Wikimedia Commons

Conseguir alterar o layout e as funcionalidades do blog, de acordo com as exigências do nicho de mercado e os objetivos de negócio, é muito importante para a credibilidade do site.

Também aqui, não me parece que um ranking faça sentido.

Em vez disso, vou tentar listar os aspetos que, na minha opinião, convém poder customizar com alguma liberdade.

  • Menus
  • Header
  • Sidebar
  • Footer
  • Sliders
  • Remover anúncios

Sem entrar exaustivamente em detalhe, faz sentido agrupar as plataformas em dois tiers de possibilidade de customização:

  • Tier 1: WordPress.com; Blogger; Sapo
  • Tier 2: WordPress; Wix; Squarespace

Vantagens do WordPress: Segurança

Soldados americanos na guerra da Coreia
Original: American soldiers in the Korean war; Source: U.S. National Archives and Records Administration; source: En WIKI

Neste capítulo, é importante ser honesto…

O WordPress é um software open-source, ou seja, as linhas de código que estão por trás do WordPress são partilhadas livremente pelas pessoas que desenvolvem a plataforma.

O objetivo é incentivar os utilizadores a colaborar voluntariamente com mais código, de forma a melhorar o design e o funcionamento do software.

Infelizmente, nem todos os utilizadores têm a melhor das intenções.

Alguns plugins são desenvolvidos por hackers, com o objetivo de ganhar acesso ao site de terceiros.

A fuga de informação que desencadeou o caso “Panama Papers” resultou do uso de um plugin que não foi atualizado, e assim se tornou vulnerável ao ataque de hackers.

É muito importante manter o WordPress e todos os plugins atualizados, e só instalar plugins com grande número de instalações e com bom feedback dos seus utilizadores!

Vantagens do WordPress: SEO

Telefonistas da primeira metade do século XX
Original: By Internet Archive Book Images [No restrictions], via Wikimedia Commons

Em teoria, no que diz respeito à optimização para motores de busca, todos os CMS estão em igualdade.

O trabalho de SEO é feito de pequenas tarefas, análise, testes e melhoramentos.

Os motores de busca valorizam conteúdo de boa qualidade que responda à pesquisa do utilizador, independentemente do software que foi usado na sua criação.

Ainda assim, podemos dizer o seguinte:

O código que é utilizado para programar o WordPress foi desenvolvido de forma a facilitar a comunicação com os motores de busca, e as tarefas de análise e indexação.

O interface de criação de conteúdos, com a ajuda de alguns plugins, vai faciliar algumas das tarefas de SEO mais importantes, tais como:

  • Criar e customizar a estrutura de permalinks
  • Definir title tags
  • Criar meta descrições
  • Gerar sitemaps XML
  • Usar categorias e tags
  • Garantir que o site é responsivo para mobile
  • Garantir que o site é rápido
  • Interação com redes sociais
  • Etc, etc, etc

Muitas das outras plataformas oferecem ambientes onde executar algumas, ou mesmo todas destas tarefas, é relativamente fácil.

Ainda assim, parece-me justo destacar o WordPress.

Vantagens do WordPress: Monitorização de tráfego

Uma cientista espreita por um microscópio
Original: FOTO:FORTEPAN / Botár Angéla [CC BY-SA 3.0 (https://creativecommons.org/licenses/by-sa/3.0)], via Wikimedia Commons

Este é o aspeto em que é mais difícil distinguir as várias plataformas.

Todas elas, com a exceção da subscrição WordPress.com, permitem a integração com Google Analytics.

Nota: Apesar de fornecer relatórios sobre as visitas ao site, de forma a poder analisar o tráfego via Google Analytics, o WordPress.com exige uma subscrição de €25 por mês, ou seja, €300 por ano!

Em todas elas, com excepção do WordPress instalado e alojado pelo utilizador, por não termos acesso ao código de origem, não é possível utilizar ferramentas mais complexas, como por exemplo o pixel do Facebook.

Ainda assim, e por se tratar duma ferramenta da qual só utilizadores muito avançados tiram vantagem, podemos considerar que todas as plataformas se encontram em igualdade neste campo.

Vantagens do WordPress: Monetização

Notas e moedas de vários países
Original: By Sérgio Valle DuarteWikidata has entry Q16269994 with data related to this item. [CC BY 3.0 (https://creativecommons.org/licenses/by/3.0)], from Wikimedia Commons

E finalmente, o aspeto sobre o qual toda gente quer saber…

Importante sublinhar que aqui, o sucesso depende muito de todos os outros pontos de que falamos até agora.

WordPress

Como já vimos, o WordPress é um software gratuito e, portanto, não há qualquer limitação ao nível da monetização.

WordPress.com

Já no WordPress.com, a subscrição a partir da qual a monetização é permitida tem o custo de €8 por mês, ou seja, €96 por ano.

No que diz respeito a redes de anunciantes, a única que é possível usar é a WordAds, plataforma interna do WordPress.com.

Ou seja, alternativas como o Google AdSense não são permitidas.

Links de afiliados, posts patrocinados e e-commerce são permitidos.

Blogger

Da mesma forma, nesta plataforma Google, aparentemente estamos limitados à rede de anunciantes AdSense.

A Blogger também oferece acesso à sua rede Google Affiliate Ads, bem como integração com Amazon Associates.

Todas as outras formas comuns de monetização são permitidas, desde que tecnicamente seja possível implementá-las.

Sapo

O Sapo tem uma rede de parceiros em que, de acordo com os site:

Estabelecemos parcerias com um número muito reduzido de blogs, tipicamente com dezenas de milhares de visitas. As receitas geradas por essa publicidade são depois repartidas com o autor do blog.

Os termos em que as receitas são repartidas não são divulgados…

Google AdSense não é uma opção, por motivos técnicos que envolvem os subdomínios blogs.sapo.pt.

Pelo mesmo motivo, é plausível supor que todas as outras redes de anunciantes também não sejam viáveis.

Mais do que isso, nas “Condições de utilização – Portal Sapo”, o site descreve regras de utilização da plataforma de blogs que, na minha opinião, devem ser suficientes para afastar qualquer blogger com aspirações sérias ao nível da monetização…

Wix & Squarespace

Estas plataformas, tal como o WordPress, não colocam qualquer limitação ao utilizador.

A diferença prende-se mais com a implementação de cada forma monetização dum ponto de vista técnico.

Conclusão?

Penso que após análise, que tentei manter tão honesta quanto possível, as vantagens do WordPress são demais evidentes.

Utilizadores menos avançados têm outras opções à sua disposição, algumas melhores outras piores.

Outros artigos que talvez sejam do teu interesse:

neobux review

Neobux review: Como ganhar dinheiro clicando em anúncios?

Esta Neobux review estará em constante atualização, pelo que, no futuro, a minha opinião poderá ser mais ou menos favorável do que é agora em função do desenvolvimento do site.

Para rentabilizar o teu tempo, vou começar por um pequeno resumo e depois entrar nos vários detalhes do funcionamento do site.

Caso exista algum aspeto importante do qual me tenha esquecido nesta Neobux review, um erro, ou se tiveres alguma dúvida, envia-me uma mensagem por favor!

Também me podes enviar qualquer site que queiras que eu reveja!

AVISO:

1. Ganhar dinheiro na internet envolve tempo e esforço!

2. Eu não promovo qualquer sistema ou site que envolva promessas de ganhos financeiros rápidos ou fáceis!

3. O teu retorno financeiro depende de vários fatores, nomeadamente o teu esforço, tempo investido, know-how técnico, entre muitos outros.

4. Eu não posso garantir qualquer nível de ganhos financeiros, nem o faço!

[adinserter block=”2″]

Neobux Review: o resumo

1. É possível ganhar dinheiro com o Neobux?

Sim!

Mas é preciso ter expectativas muito, muito moderadas em relação aos possíveis ganhos e não investir capital próprio de forma impulsiva.

2. O Neobux é a melhor oportunidade para ganhar dinheiro que existe na Internet?

Não!

Na verdade, para a maior parte das pessoas, nem vale a pena perder muito tempo com este site.

3. Existem outras formas de ganhar dinheiro com pequenas tarefas?

Sim!

A questão é que este site exige muito pouco esforço do utilizador e na internet, tal como no mundo real, pouco esforço ou know-how técnico equivale a pouco retorno.

Carrega aqui para te registares.

Testa por ti próprio ou continua a ler a minha review.

Neobux review:

1. Quando foi criado e quantas pessoas usam o site?

O domínio foi registado em 10-03-2008 às 18:39:47.

No último mês teve mais de 15 milhões de visitas.

2. O que é?

O Neobux é um PTC.

A sigla quer dizer “Paid-To-Click” ou seja, os utilizadores ganham dinheiro por clickar em anúncios.

Os PTC são uma das oportunidades para ganhar dinheiro na Internet mais conhecidas, e o Neobux é provavelmente o site mais reconhecido entre eles.

3. Como funciona?

Os vários tipos de anúncios

Dentro do Neobux existem vários tipos de anúncios, que diferem no tempo de exposição e no valor para o utilizador. Anúncios que demoram mais tempo a ver dão mais dinheiro.

Os valores são os seguintes:

  • Exposição prolongada: $0.015
  • Exposição normal: $0.01
  • Exposição mini: $0.005
  • Exposição micro: $0.001
  • Anúncios fixos: $0.001

Com o tempo, os utilizadores podem desbloquear patamares de ganho-por-click mais elevados. Falaremos sobre isso mais à frente.

Além dos anúncios, existem os Mini-Trabalhos, Pesquisas, Jogos e Ofertas.

Para já, esta Neobux review vai focar apenas nos anúncios.

Sistema de referidos

1. Referidos diretos

O Neobux permite que os utilizadores convidem os seus amigos para o site, com a contrapartida de poderem ganhar uma percentagem dos seus clicks.

Os ganhos por referidos diretos são:

  • Exposição prolongada: $0.005
  • Exposição normal: $0.005
  • Anúncios fixos: $0.0005

2. Referidos alugados

Nem todos os utilizadores do Neobux foram convidados por alguém.

Na verdade, a maior parte provavelmente encontrou o site no Google…

Assim sendo, o Neobux permite alugar estes referidos, e desta forma ganhar dinheiro com os clicks deles.

Os ganhos por referidos alugados são:

  • Exposição prolongada: $0.01
  • Exposição normal: $0.005
  • Anúncios fixos: $0.005

Estes referidos são alugados de forma mensal, de acordo com a seguinte tabela de preços:

  • De 0 a 250 referidos: $0.20 mensal por referido
  • De 251 a 500 referidos: $0.21 mensal por referido
  • De 501 a 750 referidos: $0.22 mensal por referido
  • De 751 a 1000 referidos: $0.23 mensal por referido
  • De 1001 a 1250 referidos: $0.24 mensal por referido
  • De 1251 a 1500 referidos: $0.25 mensal por referido
  • De 1501 a 1750 referidos: $0.26 mensal por referido
  • Acima de 1750 referidos: $0.27 mensal por referido

No fim do período de 30 dias, o utilizador pode escolher renovar os referidos ou não.

Se o quiser fazer, a renovação é feita de acordo com a seguinte tabela de preços:

  • Renovar por 15 dias: Desconto de 0% sobre preço inicial
  • Renovar por 30 dias: Desconto de 5% sobre preço inicial
  • Renovar por 60 dias: Desconto de 10% sobre preço inicial
  • Renovar por 90 dias: Desconto de 18% sobre preço inicial
  • Renovar por 150 dias: Desconto de 25% sobre preço inicial
  • Renovar por 240 dias: Desconto de 30% sobre preço inicial

Também é possível renovar referidos alugados com o auto-pagamento, o que equivale a pagar diariamente.

Neste caso, o primeiro click de cada referido alugado é utilizado para renovar o aluguer por mais um dia.

O auto-pagamento dá um desconto de 15% de acordo com a seguinte tabela de preços:

  • De 0 a 250 referidos: $0.0057 mensal por referido
  • De 251 a 500 referidos: $0.006 mensal por referido
  • De 501 a 750 referidos: $0.0062 mensal por referido
  • De 751 a 1000 referidos: $0.0065 mensal por referido
  • De 1001 a 1250 referidos: $0.0068 mensal por referido
  • De 1251 a 1500 referidos: $0.0071 mensal por referido
  • De 1501 a 1750 referidos: $0.0074 mensal por referido
  • Acima de 1750 referidos: $0.0077 mensal por referido

Se estiver insatisfeito com o retorno de um referido alugado, por $0.07 pode reciclar esse referido, o que equivale a substitui-lo outro.

Diferentes tipos de packs

À medida que vai usando e cumprindo os critério necessários, os utilizadores podem fazer upgrades à sua conta Neobux.

Os diferentes packs que existem são:

  • Conta standard
  • Golden
  • Emerald
  • Platinum
  • Sapphire
  • Diamond
  • Ultimate

Estes upgrades são pagos e os principais benefícios que oferecem são:

  • Maiores ganhos por clicks em anúncios
  • Maiores ganhos por clicks de referidos diretos
  • Maiores ganhos por clicks referidos alugados
  • Possibilidade de ter mais referidos alugados

Conclusão?

1. No Neobux não é preciso fazer investimento inicial para começar, mas para obter um retorno de investimento aceitável é necessário fazer pagar um upgrade da conta.

2. No Neobux não é preciso know-how técnico para começar, mas gerir centenas ou mesmo milhares de referidos vai exigir alguma capacidade analítica e utilização de ferramentas como Excel ou Neobux Referrals Handy Manager.

3. Apesar de, até informação em contrário, o Neobux ser um site confiável e seguro, o mesmo não se pode dizer dos seus anunciantes. O utilizador deve clickar nos anúncios com cautela, e utilizar alguma desconfiança sobre tarefas que sejam solicitadas.

4. Existe muita informação online sobre a possibilidade de os referidos alugados serem bots. Fica a nota, ainda que sem comentário pessoal.

5. O Neobux não é uma das melhores oportunidades para ganhar dinheiro na Internet e com o tempo que vais ter que investir poderias fazer algo mais produtivo. Ao mesmo tempo, com 15 minutos por dia consegues obter alguns resultados.

Obrigado por visitares o blog do empreendedor!

Caso exista algum aspeto importante do qual me tenha esquecido nesta Neobux review, um erro, ou se tiveres alguma dúvida, envia-me uma mensagem por favor!

Também me podes enviar qualquer site que queiras que eu reveja!

Outros artigos que talvez sejam do teu interesse:

postloop review

Postloop review: Será possível ganhar dinheiro a comentar em fóruns?

postloop review

Bem-vindo a esta Postloop review!

Este site é relativamente recente…

Quando olhamos para os motores de busca a reputação desta plataforma é esmagadormente positiva.

Mas será que é possível ganhar dinheiro com o Postloop? E se sim, quanto dinheiro é possível ganhar?

Será que este site é uma perda de tempo?

Depois de ler esta Postloop review vai poder descobrir qual é a minha opinião.

Vamos analisar os factos e a informação que a empresa disponibiliza sobre ela própria.

A partir daí, cada leitor deve pensar por si próprio e formar a sua opinião…

Obrigado por visitar O Blog do Empreendedor!


Se tiver alguma dúvida, sugestão, correção a fazer, ou caso queira entrar em contacto, seja por que motivo for, envie-me uma mensagem!

[adinserter block=”2″]

Postloop Review: A minha opinião

O Postloop é um site 100% legítimo.

No entanto, é desaconselhável investir demasiado tempo a tentar ganhar dinheiro nesta plataforma.

É perfeitamente possível ganhar 25$ por mês, ou até mais, mas este não é o site onde os utilizadores vão conseguir criar uma fonte de rendimento recorrente.

Para começar a ganhar dinheiro a comentar em fóruns clique aqui!

Postloop.com: Quando foi criado?

O domínio foi registado em 2010-10-26 02:18:56.

Neste momento a versão 2.0 beta está disponível para os utilizadores que a queiram testar, apesar de a versão original continuar online.

Postloop.com: Qual é o modelo de negócio?

O Postloop é basicamente um site que faz outsourcing de comentários em fórums e blogs.

O modelo de negócio é bastante simples.

O site oferece um serviço aos seus clientes e uma oportunidade aos seus utilizadores.

Por um lado, donos de fórums e blogs podem comprar packs de comentários para movimentar o tráfego e a interação das suas propriedades.

Por outro, os seus utilizadores, escritores de língua Inglesa, podem ganhar dinheiro ao comentar em fórums e blogs.

Postloop.com: Como ganhar dinheiro a comentar em fóruns?

Para perceber a mecânica e o modelo de negócio do Postloop, é preciso compreender o sistema de pontos e o sistema de rating.

O sistema de pontos:

Os webmasters compram pontos que vão sendo descontados à medida que os utilizadores comentam nas suas propriedades.

Os utilizadores comentam e vão ganhando pontos que podem depois trocar por dinheiro.

Preços para webmasters:

  • 50 pontos – $6
  • 100 pontos – $11
  • 150 pontos – $16
  • 250 pontos – $25
  • 500 pontos – $49
  • 1000 pontos – $95
  • 2500 pontos – $225

Preços para escritores:

Cada ponto vale $0,05 no momento de levantar dinheiro.

É preciso ter no mínimo 100 pontos para fazer um levantamento, ou seja $5.

Também é necessário ter um rating de pelo menos 3.31.

O sistema de rating:

Os webmasters podem avaliar os escritores numa escala de 0 a 5, assim que estes tenham escrito 5 posts numa das suas propriedades.

Os escritores com melhores avaliações podem ganhar em mais fórums e blogs, além de ganharem mais pontos por cada post.

  • Rating menor que 4 – sem bónus
  • Rating entre 4.00 e 4.24 – mais 0,25 pontos por post
  • Rating entre 4.25 e 4.49 – mais 0,35 pontos por post
  • Rating entre 4.50 e 4.74 – mais 0,50 pontos por post
  • Rating entre 4.75 e 4.99 – mais 0,75 pontos por post
  • Rating de 5.00 – mais 1 ponto por post

Caso tenha recebido pelo menos 3 avaliações nos últimos 30 dias, o rating de um escritor será a média das avaliações dos últimos 30 dias.

Caso não tenha recebido 3 avaliações nos últimos 30 dias, o rating de um escritor será a média das últimas 10 avaliações que recebeu.

Postloop.com: O que é preciso para começar?

Para começar a ganhar dinheiro a comentar em fóruns clique aqui!

Webmasters:

É possível inscrever fórums e blogs com instalação das seguintes plataformas:

  • Invision Power Board 3.x
  • Invision Power Board 4.x
  • MyBB 1.x
  • phpBB 3.0.x
  • phpBB 3.1.x
  • PunBB 1.x
  • SMF 1.1.x
  • SMF 2.x
  • Vanilla 2.x
  • vBulletin 3.x
  • vBulletin 4.x
  • vBulletin 5.x
  • XenForo 1.x
  • XenForo 2.x
  • WordPress 3.x
  • WordPress 4.x

O primeiro passo é fazer download do plug-in do Postloop ou do ficheiro postloop.php.

Depois, dependendo da plataforma que usas, deves instalar o plug-in ou copiar o ficheiro .php para o diretório root do teu fórum.

Por último, deves fornecer a seguinte informação do teu site:

  • Nome
  • URL
  • Categoria
  • Descrição curta
  • Descrição longa
  • Obrigar os utilizadores a ler as regras antes de comentar?
  • Limite de posts por dia
  • Rating mínimo para comentar

Escritores:

Depois de se registarem, todos os utilizadores têm de escrever 10 posts no fórum dos administradores, de forma a demonstrar suficiente à vontade com a língua Inglesa.

Depois de serem aprovados podem começar a ganhar dinheiro.

O próximo passo é criar conta nos vários fóruns ou blogs onde pretendem escrever.

Por último, devem voltar à lista de fóruns e blogs dentro do Postloop, e confirmar o username e o email que usaram para criar conta em cada fórum ou blog.

Postloop review: Conclusão?

O Postloop tem um modelo de negócio perfeitamente transparente.

Até informação em contrário, a plataforma tem cumprido com todos os pagamentos que são devidos aos seus utilizadores.

Na minha opinião, o Postloop não é das melhores oportunidades para ganhar dinheiro na internet, e há formas mais eficazes de gerar tráfego e interação num fórum ou blog.

Se estás num mês mais apertado ou queres juntar algum dinheiro extra, este site vale a pena.

Obrigado por visitares esta Postloop review!

Para começar a ganhar dinheiro a comentar em fóruns clique aqui!

Estes 10 filmes sobre Empreendedorismo podem mudar a sua vida!

Photo by Jakob Owens on Unsplash

Bem-vindo à lista dos melhores filmes sobre empreendedorismo!

O cinema tem um poder admirável…

É capaz de fazer explodir a nossa imaginação ou levar-nos a questionar o propósito das nossas vidas.

Alguma vez viu um filme que mudou a sua vida para sempre?

Tenho quase a certeza que sim…

E foi por isso que escrevi este artigo!

Espero que estes filmes sobre empreendedorismo alcancem o maior número de pessoas possível.

Eles merecem mesmo ser vistos.

Decidi agrupá-los em duas categorias:

• Baseado em factos verídicos
• Documentários

Assim, cabe a cada um de nós decidir qual a é categoria onde o tempo é melhor investido.

Não há ranking. Apenas bons filmes…

A lista estará em constante atualização.

Qual é o filme sobre empreendedorismo que falta nesta lista?

Por favor, partilhe nos comentários!

Obrigado por visitar O Blog do Empreendedor!


Se tiver alguma dúvida, sugestão, correção a fazer, ou caso queira entrar em contacto, seja por que motivo for, envie-me uma mensagem!

[adinserter block=”2″]

10 filmes sobre Empreendedorismo que podem mudar a sua vida!

Photo by Tim Bogdanov on Unsplash

Filmes sobre Empreendedorismo baseados em factos verídicos

Steve Jobs (2015)

Filmes sobre empreendedorismo: Steve Jobs (2015)

Este filme passa-se em três dias da vida de Steve Jobs.

Três dias que mudaram a história do computador pessoal para sempre…

Em 1984, Steve Jobs apresentou o Macintosh.

Em 1988, o Next Computer.

E em 1998, o iMac.

A ação deste filme passa-se nos bastidores de cada uma destas conferências de imprensa.

É uma janela para o espírito incansável de Steve Jobs, constantemente a tentar materializar a sua visão, a vida pessoal complicada e as várias falhas de personalidade.

Um retrato honesto de uma pessoa demasiado complexa para ser resumida…

O Next Computer tem a distinção de ter sido o computador que Tim-Berners Lee usou para desenvolver a internet.

The Big Short (2015)

Filmes sobre empreendedorismo: The Big Short (2015)

Em 2007, um grupo de investidores conseguiu prever a crise financeira dos Estados Unidos.

Em dois anos, os principais mercados perderam cerca de 30% do seu valor!

Centenas de instituições bancárias faliram.

Só em 2008, quase um milhão de pessoas perdeu a casa.

Vários milhões de pessoas em todo o mundo perderam o emprego.

Este filme conta a história de um dos maiores escândalos do setor financeiro e de pessoas honestas que ganharam dinheiro neste momento de crise.

Se for capaz de tolerar o cinismo, um bom filme sobre investir e o funcionamento dos mercados financeiros.

The Social Network (2010)

Filmes sobre empreendedorismo: The Social Network (2010)

Aos 23 anos de idade Mark Zuckerberg era bilionário.

O filme segue os acontecimentos que levaram à criação do Facebook, os primeiros passos da empresa e as várias batalhas legais promovidas pelo co-fundador Eduardo Saverin e os gémeos Winklevoss.

Um retrato de um jovem movido pela excelência, sem grandes competências sociais, que alterou profundamente a forma como as pessoas comunicam e se relacionam.

The Pursuit of Hapyness (2006)

Filmes sobre empreendedorismo: The Pursuit of Hapyness (2006)

Com uma fortuna estimada em 60 milhões de dólares, Chris Gardner é provavelmente o nome menos reconhecível desta lista…

Durante um período, nos anos 80, teve de suportar viver nas ruas de San Francisco com o seu filho.

Contra todas as expectativas, viria a fundar duas empresas na área dos dos mercados financeiros: a Gardner Rich & Co e a Christopher Gardner International Holdings.

A sua incrível história é um testemunho científico sobre o poder da determinação humana.

Este filme é uma grande homenagem a duas das principais motivações do empreendedor – o desespero e a busca de felicidade.

Tucker: The Man and His Dream (1988)

Filmes sobre empreendedorismo: Tucker The Man and His Dream (1988)

O mundo da indústria automóvel do fim dos anos 40, hoje em dia, quase só cabe em fotografias a preto e branco.

Esta longa metragem é inspirada na vida de Preston Thomas Tucker (1923 – 1956) e na sua ambição de produzir um automóvel de qualidade superior.

A Tucker Corporations teve apenas 4 anos de existência, em grande parte devido a fatores externos, e apenas 51 modelos do Tucker 48 foram produzidos.

A história do Tucker 48 é a história de um empreendedor enfrenta a tentar ganhar espaço num mercado totalmente dominado pela competição.

De todos estes filmes sobre empreendedorismo, o único em que a ação é passada na primeira metade do século XX.

Documentários para Empreendedores

e-Dreams (2001)

Filmes sobre empreendedorismo: e-Dreams (2001)

Este documentário tem como pano de fundo o período de excessiva especulação que levou à queda do mercado entre 1997 e 2001.

Centenas de empresas tecnológicas, que tinham a internet na base do seu modelo de negócio, foram criadas, viram a sua avaliação disparar, e acabaram por desaparecer do mapa.

O filme centra-se à volta de Joseph Park, fundador e CEO empresa Kozmo.com.

Fundada em Março de 1998 e com operações terminadas em Abril de 2001, esta empresa operava em mais de 11 cidades nos Estados Unidos, chegou a ter mais de 4000 funcionários, teve um investimento de valor superior a 250 milhões de dólares, incluindo 60 milhões investido pela Amazon, e celebrou um acordo de co-marketing de 5 anos com a Starbucks.

O documentário captura na perfeição o entusiasmo que internet alimentava no fim dos anos 90.

Um dos melhores filmes sobre empreendedorismo sobre o boom das empresas.com.

Something Ventured (2011)

Filmes sobre empreendedorismo: Something Ventured (2011)

A história deste documentário é a história dos primeiros investidores de fundos de capital de risco.

Ainda que o empreendedor não seja o protagonista, as vozes das pessoas que os financiaram oferecem uma perspetiva muito interessante.

Memórias dos primeiros passos do Silicon Valley, e da Fairchild Semiconductor, Intel, Tandem Computers, Atari, Genentech, Apple, Forethought Software, Cisco, entre outras.

Startup.com (2001)

Filmes sobre empreendedorismo: Startup.com (2001)

O final da década de 90 e o boom das empresas tecnológicas voltam o ser palco neste documentário.

Os principais protagonistas são Kaleil Isaza Tuzman e Tom Herman, dois dos fundadores da empresa govWorks Inc.

O documentário segue a história da empresa desde a sua fundação em 1998, o seu auge, período em que teve mais de 250 funcionários e 60 milhões de dólares em investimento, até à falência e eventual venda em 2001.

O filme sublinha a importância da execução eficaz, o perigo da sobrevalorização e o facto de nenhum modelo de negócio ser infalível.

Além disso, expõe partes do dia-a-dia de todos os empreendedores, tais como a falta de sono, a dúvida, a dificuldade em gerir uma equipa e a erosão da vida pessoal.

The Startup Kids (2012)

Filmes sobre empreendedorismo: The Startup Kids (2012)

Mais um conjunto de entrevistas e testemunhos, do que um documentário propriamente dito.

O protagonista é o empreendedor tecnológico do século XXI, período em que o boom das empresas.com é uma página do passado e é possível construir um negócio na internet sem qualquer financiamento externo.

Durante 56 minutos, este filme dá voz a inúmeros empreendedores e investidores de fundos de capital de risco.

Uma janela para os primeiros passos do SoundCloud, Vimeo, Artsy, Dropbox, Kipp, Playfish, Drop.io, inDinero, Grove, Pownce, Heroku, The Rainmakers, entre outros.

Este filme sublinha que, hoje em dia, a falta de capital é uma desculpa, o erro faz parte da viagem do empreendedor, a criatividade é uma arma poderosíssima e o lucro é o fator de motivação errado.

We Live in Public (2009)

Filmes sobre empreendedorismo: We Live in Public (2009)

Mesmo para lá da esfera do empreendorismo, este documentário é assustadoramente interessante.

Assustadoramente é a palavra-chave neste caso…

O filme segue a vida e o trabalho de Josh Harris.

Com o boom das empresas.com como cenário de fundo muito distante, o filme conta a história de como ele fundou a Jupiter Cummunications em 1986, a Pseudo Programs em 1993 e a Operator 11 em 2007.

Josh Harris é um visionário do crossover da internet com a televisão e do fim da privacidade na sociedade digital.

As suas empresas eram laboratórios, que usava para conduzir as suas experiências ao nível do live streaming.

Josh Harris possuia uma capacidade notável de prever o comportamento do utilizador e a evolução da tecnologia.

Provavelmente, o mais estranho de todos estes filmes sobre empreendedorismo.

Obrigado por visitar a lista dos melhores filmes sobre empreendedorismo!